28 SET 2020 | ATUALIZADO 18:25
POLÍTICA
CEZAR ALVES
16/09/2020 10:49
Atualizado
16/09/2020 10:50

Candidatos desrespeitam orientações do Ministério Público Eleitoral no RN

A+   A-  
Através das redes sócias, o MOSSORÓ HOJE recebeu centenas de mensagens reclamando principalmente das carreatas após as convenções realizadas geralmente em locais fechados, mais que lotados. Em muitas destas reclamações, as pessoas que as fizeram dizem que os candidatos não têm como controlar, pois é o povo que quer sair na rua fazendo algazarra; O MPE não informou qual providências vai adotar diante dos desrespeitos
Imagem 1 -
FOTO: REPRODUÇÃO

Praticamente todos os pré-candidatos na região Oeste do Rio Grande do Norte desrespeitaram as recomendações do Ministério Público Eleitoral no sentido de seguir, precisamente, as recomendações da Vigilância Sanitária para evitar transmissão do novo coronavírus e, assim, evitar uma nova onda de mortes por covid-19.

Em algumas cidades, como Caraúbas, existe uma disputa sem lógica entre “bicudos” e “bacuraus”, como são chamados os eleitores que seguem os candidatos, para saber quem tem mais força. Ou seja, o que deveria ser uma votação entre os filiados de cada partido, para definir o nome que será candidato, virou uma algazarra de rua.

Em Baraúna, o cenário foi propício a transmissão em massa do novo vírus. Aconteceu aglomeração fora de controle dos dois lados, inclusive carreata pelas ruas da cidade com queima de fogos de artifício. Não foi só uma demonstração de força, foi também de intimidação. Parte da população, que não participa destas algazarras, fica assustada.

Na cidade de Assu, que está entre as cidades que mais morre gente por coronavírus, os dois lados também desrespeitaram as recomendações do Ministério Público Eleitoral, com aglomeração para discursos dos pré-candidatos. E os dois lados nesta cidade, que tem mais de 65 mil habitantes, são da área de saúde e conhecem bem a força mortal da covid-19.

Através das redes sócias, o MOSSORÓ HOJE recebeu centenas de mensagens reclamando principalmente das carreatas após as convenções realizadas geralmente em locais fechados, mais que lotados. Em muitas destas reclamações, as pessoas que as fizeram dizem que os candidatos não têm como controlar, pois é o povo que quer sair na rua fazendo algazarra.

Porém, o prefeito de Governador Dix-sept Rosado, de nome Antônio Bolota, conseguiu fazer a convenção de seu partido, o MDB, com votação online e transmissão também online para seus seguidores. Nas redes sociais, o prefeito destacou que a campanha é importante, mas a vida dos moradores do município é muito mais importante.

O candidato Antônio Bolota, em Governador Dix Sept Rosado, está entre os poucos gestores que respeitaram as normas sanitárias



Inclusive, cabe destacar que a cidade de Governador Dix-sept Rosado, apesar de estar perto de Mossoró e ser cortada pela principal rodovia de acesso ao Alto Oeste, está entre as cidades que menos teve óbitos por covid-19. Houve um trabalho intenso da gestão desde o início da pandemia para coibir o avanço do novo coronavírus entre as pessoas.

As cidades de Areia Branca, Grossos, Porto do Mangue, Upanema e Olho D’água do Borges pareciam que havia um desespero dos candidatos em mostrar força. Muitos paredões de som, aglomeração, algazarras.

Entre os pré-candidatos nas cidades citadas, registre-se que Clorisa Linhares, no município de Grossos, adotou todas as medidas possíveis de contenção do vírus.

O Ministério Público Eleitoral informou que tomou conhecimento dos exageros dos pré-candidatos nos municípios do Oeste através das redes sociais ou por veículos de comunicação oficialmente registrados. Nas redes sociais do MOSSORÓ HOJE foram publicados vídeos enviados pelos leitores de diversas cidades do Oeste do Rio Grande do Norte.

Uma das informações colhidas, veiculadas na internet, é no sentido de que algumas convenções partidárias no Estado estariam sendo palco de desrespeito às normas sanitárias, causando grandes aglomerações entre os filiados e a população que tem acompanhado os citados eventos.

As movimentações estariam incluindo até convites gerais à população para comparecimento, o que, dada a possibilidade de realização on-line das convenções e a natureza privada dos aludidos atos, deveria ser evitado, em prol da saúde pública e da normalidade do processo eleitoral.

O MPE não informou qual providências vai adotar diante dos desrespeitos flagrantes em dezenas de municípios do Oeste do RN.


Notas

AME

Outras Notícias

Deixe seu comentário