22 OUT 2020 | ATUALIZADO 18:53
ECONOMIA
01/10/2020 12:42
Atualizado
01/10/2020 15:19

Com 216.940 toneladas, Mossoró bate recorde de produção de melão em 2019

A+   A-  
A produção na cidade apresentou crescimento de 14% na comparação com o ano de 2018, quando o município produziu 190 mil toneladas; Mossoró é responsável pela produção de 60% do melão do RN, o que garante ao estado a liderança nacional da produção da fruta; Os dados constam na pesquisa Produção Agrícola Municipal (PAM), divulgada nesta quinta-feira (1º), pelo IBGE.
Imagem 1 -  Com 216.940 toneladas, Mossoró bate recorde de produção de melão em 2019. A produção na cidade apresentou crescimento de 14% na comparação com o ano de 2018, quando o município produziu 190 mil toneladas; Mossoró é responsável pela produção de 60% do melão do RN, o que garante ao estado a liderança nacional da produção da fruta; Os dados constam na pesquisa Produção Agrícola Municipal (PAM), divulgada nesta quinta-feira (1º), pelo IBGE.
Com 216.940 toneladas, Mossoró bate recorde de produção de melão em 2019. A produção na cidade apresentou crescimento de 14% na comparação com o ano de 2018, quando o município produziu 190 mil toneladas; Mossoró é responsável pela produção de 60% do melão do RN, o que garante ao estado a liderança nacional da produção da fruta; Os dados constam na pesquisa Produção Agrícola Municipal (PAM), divulgada nesta quinta-feira (1º), pelo IBGE.
FOTO: ARQUIVO

O valor da produção agrícola potiguar cresceu 7% em 2019, alcançando R$ 1.701.125.000. No ano de 2018, foi de R$ 1.586.998.000. A área plantada ou destinada à colheita também cresceu, de 311.030 para 323.868 hectares, aumento de 4%.

Os dados são da pesquisa Produção Agrícola Municipal (PAM). Realizada anualmente desde 1974, a pesquisa apresenta resultados sobre a área plantada, área colhida, quantidade produzida, rendimento médio e valor de produção de 64 produtos.

Os cinco produtos com maior contribuição para o valor da produção no ano de 2019 são cana-de-açúcar (25%), melão (20%), melancia (13%), banana (9%) e abacaxi (7%). A soma do valor desses produtos representa 74% do total do valor da produção agrícola do Estado.

MELÃO

O Rio Grande do Norte permanece como o maior produtor de melão no Brasil, com 356,7 mil toneladas. Essa quantidade gerou um valor de produção de R$ 340,3 milhões, o maior entre as unidades da federação.

Em 2019, houve um crescimento de 5,3% em relação a produção de 2018. Desde 1994, o estado potiguar é o maior produtor nacional da fruta.

Quatro cidades do Estado se destacam entre as 10 maiores produtoras da fruta no país, sendo a maior produtora a cidade de Mossoró, com uma produção total de 216.940 toneladas no ano de 2019, a maior quantidade da história do município.

Mossoró teve um crescimento de 14% na produção do melão em 2019 na comparação com o ano de 2018, quando o município produziu 190 mil toneladas. A PAM registra a produção de melão na cidade desde 1978.

O município é responsável pela produção de 60% do melão do Rio Grande do Norte, o que garante ao estado a liderança nacional da produção.

Em segundo lugar no ranking das cidades que mais produzem melão no Brasil está a cidade de Tibau (61600). Apodi (21000) vem em sexto e Baraúna (16500) ocupa a oitava possição.

BRASIL E NORDESTE

O valor da produção agrícola do Rio Grande do Norte representou 0,5% da produção nacional. O Brasil teve crescimento de 5% no valor da produção em 2019, R$ 361 bilhões.

As unidades da federação com maior participação no valor da produção nacional são Mato Grosso (16,2%), São Paulo (15,4%) e Rio Grande do Sul (11,3%).

No Nordeste, a Bahia é o estado com maior valor da produção R$ 19,3 bilhões. Em relação aos demais estados da região, o Rio Grande do Norte, com produção de R$ 1,7 bilhão, apresenta valor maior apenas que Sergipe (R$ 1,3 bilhão) e Paraíba (R$ 1,2 bilhão).


Notas

AME

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário