05 DEZ 2020 | ATUALIZADO 07:49
SAÚDE
COM INFORMAÇÕES DO G1
20/10/2020 18:29
Atualizado
20/10/2020 18:31

Ministério da Saúde vai adquirir 46 milhões de doses da vacina Coronavac

A+   A-  
A informação foi confirmada nesta terça-feira (20), pelo ministro da saúde, Eduardo Pazuello, em reunião com 24 governadores; A vacina será produzida pelo Instituto Butantan produzida em parceria com a empresa chinesa Sinovac; Segundo Pazuello, as doses serão distribuídas a todo o Brasil por meio do Programa Nacional de Imunizações (PNI).
Imagem 1 -
FOTO: REPRODUÇÃO

O governo federal anunciou em reunião com governadores nesta terça-feira (20) que a União vai comprar 46 milhões de doses da Coronavac, vacina do Instituto Butantan produzida em parceria com a empresa chinesa Sinovac. Com isso, o governo federal deve investir R$ 2,6 bilhões até janeiro.

A informação de que o acordo seria firmado durante a reunião foi antecipada pelo jornalista José Roberto Burnier, da GloboNews.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), e mais 23 governadores participaram da reunião com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.

Segundo Pazuello, as doses serão distribuídas a todo o Brasil por meio do Programa Nacional de Imunizações (PNI), que há décadas já garante o sucesso das campanhas nacionais de vacinação.

“Temos a expertise de todos os processos que envolvem esta logística, conquistada ao longo de 47 anos de PNI. As vacinas vão chegar aos brasileiros de todos os estados”, garantiu.

Antes do anúncio desta terça-feira, a previsão do ministério era ter 140 milhões de doses no primeiro semestre de 2021:

40 milhões via iniciativa COVAX Facility, liderada pela Organização Mundial da Saúde (OMS)

100 milhões de doses via AstraZeneca/Oxford (além dessas doses, no segundo semestre, governo deve produzir 165 milhões de doses deste imunizante).


Notas

AME

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário