05 DEZ 2020 | ATUALIZADO 08:58
EDUCAÇÃO
ANNA PAULA BRITO E COM INFORMAÇÕES DA ASSESSORIA DA UERN
21/10/2020 18:12
Atualizado
21/10/2020 18:14

Surpresa: Curso de Medicina da UERN obtém conceito 2 no Enade 2019

A+   A-  
Os 56 alunos que fizeram a prova obtiveram intervalos de notas de 0,95 a 1,94, em uma avaliação que varia de 0 a 5; Apesar do resultado de Medicina, no geral, os demais cursos da área da saúde da universidade tiveram um desempenho considerado satisfatório
Imagem 1 -
FOTO: ANNA PAULA BRITO

O resultado do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes 2019 (Enade) voltado para os cursos da área da saúde foi divulgado nesta terça-feira (20).

A surpresa veio com o desempenho do curso de Medicina da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) que alcançou apenas o conceito 2 na prova.

De acordo com o relatório apresentado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), 56 estudantes concluintes do curso responderam a prova. Eles obtiveram intervalos de notas de 0,95 a 1,94, em uma avaliação que varia de 0 a 5.

A Professora Mayra Ribeiro, Assessora de Avaliação Institucional da universidade, afirmou que esse resultado do curso de Medicina não era esperado, visto que se trabalha sempre com a perspectiva de haver sempre mais evolução nos cursos.

Explica que é preciso conversar com os alunos e com a coordenação do curso para tentar entender o que motivou esse baixo desempenho, visto que claramente não condiz com a realidade do curso.

A professora também explica que, a princípio, esse conceito não tem nenhuma implicação imediata para o curso e que, ao contrário do que se especula, não há possibilidade de fechamento do curso apenas por um resultado insatisfatório em uma avaliação.

“Não existe isso de fechar o curso quando ele é avaliado uma vez com 2. Apenas mostra que neste ciclo de 1 a 5 é uma avaliação insatisfatória, porque a partir de 3 é que é considerada uma avaliação satisfatória. A gente trabalha na UERN pra isso, pra que todos os cursos tenham de 3 pra cima e a gente tem conseguido evoluir e atingir melhores patamares, tanto que temos cursos com conceito 5 e vários com 4”, disse.

MAIORIA DOS CURSOS AVALIADOS FORAM BEM CONCEITUADOS

Ainda com relação ao resultado do Enade 2019, a maioria dos cursos da universidade que passaram pela avaliação mantiveram os conceitos regular (3) e bom (4).

Na Uern, além de Medicina, também foram avaliadas turmas concluintes dos cursos de Educação Física e Enfermagem (Campus Central), Odontologia e Enfermagem (Campus Caicó), e Enfermagem (Campus Pau dos Ferros).

Os cursos de Odontologia, no campus Caicó, e Enfermagem, dos campus Central e Pau dos Ferros, mantiveram o conceito 4 (bom), também obtido na última avaliação dos cursos da área de saúde, em 2016.

O curso de Enfermagem do Campus Caicó obteve nota 3 (regular), assim como o curso de Educação Física do Campus Central.

A prova, de responsabilidade do Inep/MEC, avalia o rendimento dos concluintes dos cursos de graduação em relação aos conteúdos programáticos previstos nas diretrizes curriculares dos cursos, o desenvolvimento de competências e habilidades necessárias ao aprofundamento da formação geral e profissional, e o nível de atualização dos estudantes com relação à realidade brasileira e mundial. Das 8.368 instituições avaliadas apenas 511, o que corresponde a 6,1% do total, conseguiram a nota máxima: 5.

No próximo dia 28 a Assessoria de Avaliação Institucional (AAI/UERN) fará reunião com chefes de departamento e diretores de faculdades dos cursos avaliados para análise dos resultados e definição de estratégias para melhoria dos índices.

“No último resultado do Enade que obtivemos, em outubro do ano passado, referente aos cursos da área de Ciências Sociais Aplicadas, ampliamos a quantidade de cursos com nota máxima (5) e também com nota 4. Neste resultado agora conseguimos manter as notas 3 e 4 de alguns cursos, e vimos que em outros é preciso analisar e traçar estratégias conjuntas, com estudantes, departamentos e faculdades, para melhoria dos resultados. Isso é um processo contínuo que, somente com um trabalho de avaliação permanente, como temos feito na universidade, é possível ajustar e obter novos resultados”, explicou a professora.

Em outubro do ano passado, os cursos de Serviço Social (Campus Central), Direito (Campus Central e Campus Natal), e Publicidade e Propaganda (Campus Central) alcançaram o conceito 5 (muito bom) no Enade. Os cursos de Jornalismo (Campus Central) e Administração (Campus Pau dos Ferros) alcançaram a nota 4 (bom).

Este trabalho tem sido reconhecido pelo Conselho Estadual de Educação (CEE), órgão vinculado à Secretaria de Estado da Educação (SEEC), responsável pela avaliação e reconhecimento dos cursos de graduação da Uern.

“Temos acompanhado o trabalho realizado pela universidade e visto que a avaliação institucional vem ocupando um espaço de protagonismo na instituição, e isso é responsável pelo reconhecimento, renovação de cursos, com cada vez mais resultados melhores para a instituição”, disse a presidente do Conselho, Profa. Leidiana Galvão Bacurau durante evento online realizado na noite desta terça-feira, pela AAI/Uern.

No total, a Uern conta com 4 cursos com conceito 5 (muito bom), 8 cursos com conceito 4 (bom) e 21 cursos com conceito 3 (regular).

A universidade tem apostado no fortalecimento da política de avaliação institucional para obter bons resultados nos indicadores avaliativos externos. Na avaliação do Índice Geral de Cursos (IGC), por exemplo, a universidade saiu de 2,54, em 2014, para 2,89, em 2018.


Notas

AME

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário