05 AGO 2021 | ATUALIZADO 06:39
SAÚDE
22/06/2021 10:07
Atualizado
22/06/2021 10:07

Virose: por que esse diagnóstico é tão comum em crianças?

A+   A-  
De acordo com a pediatra do Hapvida Saúde, Dra.Kallydya Fonseca, isso acontece porque o sistema imunológico das crianças ainda está em desenvolvimento. “Os quadros clínicos virais na época do outono/inverno, geralmente são aqueles que se manifestam mais no aparelho respiratório. Já no verão, são mais comuns os vírus que atingem o trato gastrointestinal'', explica a médica.
Imagem 1 -
FOTO: REPRODUÇÃO

As infecções virais são comuns entre pessoas de todas as idades, mas com frequência parecem se concentrar em bebês e crianças, pois o organismo e o sistema imunológico ainda estão em desenvolvimento.

Diante dessa vulnerabilidade, os casos costumam aparecer gerando um conjunto de sintomas, como explica a pediatra do Hapvida Saúde, Dra.Kallydya Fonseca.

''A popularmente chamada virose é toda aquela doença que é causada por um vírus que gera um conjunto de sintomas, geralmente, diarreia, dores de cabeça, coriza, obstrução nasal, tosse e febre que dura entre 7 e 10 dias'', pontua a médica.

Ela continua explicando ainda que ''os quadros clínicos virais na época do outono/inverno, geralmente são aqueles que se manifestam mais no aparelho respiratório. Já no verão, são mais comuns os vírus que atingem o trato gastrointestinal.''

A transmissão ocorre pelo contato próximo, principalmente por mãos contaminadas pelo vírus, ou contato com as fezes e vômitos.

É necessário realizar uma higiene adequada das mãos, bem como em roupas e objetos para impedir a dispersão do vírus. O contágio ocorre também através do ar por meio de gotículas de saliva durante a fala, tosse ou espirros.

Para o diagnóstico, é importante a história clínica e o exame físico, não sendo necessário, na maioria das vezes, nenhum exame laboratorial e de imagem.

''É necessário levar a criança para o atendimento médico quando ela apresentar algum desses sintomas citados e uma febre que não parece baixar. Além disso, se ela apresentar dificuldades para respirar, padrão de sonolência, sangue nas fezes, é preciso uma consulta'', esclarece Dra.Kallydya Fonseca.

A especialista ressalta, portanto, que ''é bem complicado diferenciar sintomas de uma Covid-19 e de uma virose, por exemplo. A única forma de sabermos é através do teste e o histórico de vacinação da criança. A imunização auxilia na exclusão do diagnóstico para o novo coronavírus'', finaliza.


Notas

Posto JP - Maio de 2021

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário