19 OUT 2021 | ATUALIZADO 18:25
POLÍTICA
09/09/2021 14:56
Atualizado
09/09/2021 15:12

Barroso rebate ataques de Bolsonaro as urnas eletrônicas e TSE após atos do 7 de Setembro

A+   A-  
Barroso rebateu, ponto a ponto, as declarações de Bolsonaro sobre o TSE, o processo eleitoral e as urnas eletrônicas. “É tudo retórica vazia. Hoje em dia, salvo os fanáticos (que são cegos pelo radicalismo) e os mercenários (que são cegos pela monetização da mentira), todas as pessoas de bem sabem que não houve fraude e quem é o farsante nessa história”, afirmou o Presidente do TSE.
Imagem 1 -

O ministro Luís Roberto Barroso, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), fez um pronunciamento nesta quinta-feira (9), na abertura da sessão do TSE, em resposta aos ataques do presidente Jair Bolsonaro durante manifestações antidemocráticas realizadas no dia 7 de Setembro.

Durante sua fala, o ministro anunciou a criação de uma comissão de transparência para as eleições.

Barroso rebateu, ponto a ponto, as declarações de Bolsonaro sobre o TSE, o processo eleitoral e as urnas eletrônicas.

“É tudo retórica vazia. Hoje em dia, salvo os fanáticos (que são cegos pelo radicalismo) e os mercenários (que são cegos pela monetização da mentira), todas as pessoas de bem sabem que não houve fraude e quem é o farsante nessa história”, afirmou o Presidente do TSE.

“A democracia vive um momento delicado em diferentes partes do mundo, em um processo que tem sido batizado como recessão democrática, retrocesso democrático, constitucionalismo abusivo, democracias iliberais ou legalismo autocrático”, disse Barroso.

Ainda no início do seu pronunciamento, Barroso afirmou que “já começa a ficar cansativo ter que desmentir falsidades para que não sejamos dominados pela mentira”.

Barroso rebateu ponto a ponto as falas de Bolsonaro sobre a possibilidade de fraude nas urnas eletrônicas.

Afirmou que o “populismo vive de encontrar culpados para justificar o seu fiasco”. “Quando o fracasso inevitável bate à porta, porque esse é o destino do populismo, é preciso encontrar culpados, bodes expiatórios. O populismo vive de arrumar inimigos para justificar o seu fiasco. Pode ser o comunismo, a imprensa ou os tribunais.”

Ao abordar as falas sobre fraude nas eleições e a pauta bolsonarista do voto impresso, já derrotada no plenário da Câmara dos Deputados, Barroso parafraseou um versículo bíblico citado diversas vezes por Bolsonaro. “O slogan para o momento brasileiro, ao contrário do propalado, parece ser: ‘Conhecerás a mentira e a mentira te aprisionará’.”

O presidente do TSE voltou a defender a segurança das urnas ao rebater as falas do Bolsonaro sobre o tema.

“O sistema é certamente inseguro para quem acha que o único resultado possível é a própria vitória. Como já disse antes, para maus perdedores não há remédio na farmacologia jurídica.”

Com informações da CNN Brasil

Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário