19 OUT 2021 | ATUALIZADO 18:25
POLÍCIA
20/09/2021 16:53
Atualizado
20/09/2021 16:56

Acusados do homicídio do Policial Penal Henri Charle vão a júri popular a partir de 30 de novembro

A+   A-  
O julgamento popular, marcado pelo Juiz Federal Orlan Donato Rocha, titular da 8ª Vara Federal no RN, será realizado a partir das 8h, no Fórum Municipal Desembargador Silveira Martins, em Mossoró. Na ocasião, serão julgados Eduardo Lapa dos Santos, Maria Cristina da Silva, Jailton Bastos de Souza, Gilvaneide Dias Mota Bastos e Edmar Fudimoto. O policial penal federal Henri Charle Gama e Silva foi assassinado no dia 12 de abril de 2017, um crime que foi planejado por cerca de 2 anos, pelo PCC.
Imagem 1 -
FOTO: ARQUIVO MOSSORÓ HOJE

O Juiz Federal Orlan Donato Rocha, titular da 8ª Vara Federal no Rio Grande do Norte, agendou para o dia 30 de novembro o início do júri popular envolvendo o assassinato do policial penal federal Henri Charle Gama e Silva.

O policial foi assassinado no dia 12 de abril de 2017, no município de Mossoró. De acordo com as investigações, o crime foi planejado por cerca de 2 anos, pelo PCC.

Veja mais:

Suspeito do assassinato do Policial Penal Henri Charlie é preso no Paraná


Serão julgados:

  1. Eduardo Lapa dos Santos;
  2. Maria Cristina da Silva;
  3. Jailton Bastos de Souza;
  4. Gilvaneide Dias Mota Bastos;
  5. Edmar Fudimoto.

No termo de audiência, realizada para definição de datas e detalhes do júri popular, o magistrado destacou que tanto a defesa quanto a acusação poderão usar recursos audiovisuais em plenário.

Até o dia 7 de outubro será fixada a lista geral definitiva de jurados no mural eletrônico da Justiça Federal. Já no dia 9 de novembro acontecerá a audiência de sorteio dos 25 jurados titulares e suplentes que atuarão na sessão do júri.

A sessão de instrução e julgamento começará às 8h do dia 30 de novembro, no Fórum Municipal Desembargador Silveira Martins, em Mossoró.


Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário