23 JUN 2021 | ATUALIZADO 09:00
POLÍCIA
08/06/2021 17:08
Atualizado
08/06/2021 17:08

Suspeito do assasinato do Policial Penal Henri Charlie é preso no Paraná

A+   A-  
O policial, que trabalhava na Penitenciária Federal, foi morto em abril de 2017, na cidade de Mossoró/RN. A prisão de mais um dos suspeitos do crime aconteceu nesta terça-feira (8), após a PF deflagrar a Operação Ebenézer. O mandado de prisão preventiva foi expedido pela 8ª Vara Federal de Mossoró. As investigações apontaram que o acusado estava vivendo com nome falso na capital paranaense, onde acabou sendo localizado.
Imagem 1 -
FOTO: REPRODUÇÃO

A Polícia Federal prendeu um homem de 43 anos, suspeito de ser o autor do homicídio que vitimou o policial penal federal Henri Charlie Gama e Silva, morto em abril de 2017, na cidade de Mossoró/RN.

A prisão aconteceu nesta terça-feira (8), após a PF deflagrar a Operação Ebenézer, em Curitiba, no Paraná.

Na operação, segundo a PF, foram mobilizados policiais federais de Brasília, Mossoró e Curitiba visando dar cumprimento a mandado de prisão preventiva expedido pela 8ª Vara Federal de Mossoró.

À época dos fatos, o policial penal Henri Charlie estava em um bar próximo a sua residência, em Mossoró (RN), quando um indivíduo desceu de um veículo e atirou em sua direção.

Atingido pelas costas, ele ainda assim conseguiu correr, mas foi alcançado pelo autor dos disparos. O crime teria sido arquitetado por uma facção criminosa paulista e contou com a infiltração de uma empregada doméstica na residência da vítima.

Veja mais:

Assassinato do agente penitenciário Henri Charlie, em Mossoró, foi planejado há 2 anos pelo PCC, diz PF.

UOL narra como o PCC infiltrou doméstica na casa do Henri para matá-lo, em Mossoró


As investigações apontaram que o acusado, preso nesta terça, estaria vivendo com nome falso na capital paranaense, onde acabou sendo localizado.

Em junho de 2020, a PF já havia prendido um outro suspeito do crime. Everton Fernandes Simão, o Vertinho do Ouro Negro, foi preso no âmbito da Operação Vértice.

Everton também era suspeito de ser uma das lideranças de um dos braços do PCC na cidade de Mossoró.

A PF não confirmou o nome do suspeito preso hoje.

Veja mais:

Suspeito de matar o policial penal federal Henry Charles é preso em Mossoró



Notas

Posto JP - Maio de 2021

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário