19 OUT 2021 | ATUALIZADO 18:25
ESTADO
22/09/2021 12:17
Atualizado
22/09/2021 12:18

Souza propõe audiência para discutir futuro dos servidores do Porto Ilha

A+   A-  
De acordo com o parlamentar, cerca de 90% dos servidores correm risco de demissão após o leilão do terminal salineiro, localizado em Areia Branca, previsto para 5 de novembro. “Tomei conhecimento que a Codern aprovou a extinção de 105 funções das 115 relativas ao município – o que nos leva a crer que praticamente todos os servidores de Areia Branca ou 90% deles serão demitidos nesse processo de privatização”, disse o deputado, que propõe discutir, de forma clara, as vantagens e desvantagens da privatização, bem como o destino dos servidores.
Imagem 1 -
FOTO: REPRODUÇÃO

Preocupado com o futuro dos servidores do Terminal Salineiro de Areia Branca, no Oeste potiguar, o deputado Souza (PSB) antecipou nesta quarta-feira (22), durante pronunciamento na sessão plenária da Assembleia Legislativa, que irá protocolar na Casa proposta para realização de audiência pública para debater o anúncio do Governo Federal para privatização da unidade.

De acordo com o parlamentar, cerca de 90% dos servidores correm risco de demissão após o leilão, previsto para 5 de novembro.

Veja mais:

Leilão do Porto Ilha, em Areia Branca, é marcado para o dia 5 de novembro


“Ontem o presidente da república anunciou a privatização do Terminal Salineiro de Areia Branca. Tomei conhecimento que a Codern aprovou a extinção de 105 funções das 115 relativas ao município – o que nos leva a crer que praticamente todos os servidores de Areia Branca ou 90% deles serão demitidos nesse processo de privatização. As tratativas prometidas pela Codern junto aos servidores não aconteceram na busca por um entendimento sobre o futuro dessas pessoas”, disse Souza.

Ao propor a realização de audiência pública diante do impasse, o deputado declarou que o debate servirá para discutir, “de forma clara, as vantagens e desvantagens da privatização do Terminal Salineiro de Areia Branca, bem como o destino dos seus servidores”, concluiu Souza.


Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário