22 JAN 2022 | ATUALIZADO 23:18
SAÚDE
29/11/2021 08:42
Atualizado
29/11/2021 08:42

Pandemia: isolamento social pode deixar crianças com atraso de fala

A+   A-  
De acordo com a fonoaudióloga do Hapvida Saúde, Daliana Oliveira, as crianças são diferentes e, portanto, apresentam uma evolução distinta, mas determinados atrasos merecem atenção dos familiares. ''Com um ano de idade, eles apresentam o desenvolvimento motor e passam a entoar as primeiras palavras. Já com um ano e meio, é esperado que eles tentem fazer a junção de duas palavras e criar pequenas frases'', explica a profissional da saúde.
Imagem 1 -
FOTO: REPRODUÇÃO

A pandemia da Covid-19 deixou as crianças em casa, sem frequentar a escola ou fazer atividades como visitar familiares, sair para passear ou até mesmo encontrar amigos.

Segundo especialistas, o isolamento social pode ter proporcionado ao grupo da primeira infância, um atraso na linguagem. Enquanto os pais notaram atrasos, os fonoaudiólogos perceberam o número de queixas relacionadas aos casos crescer.

De acordo com a fono do Hapvida Saúde, Daliana Oliveira, as crianças são diferentes e, portanto, apresentam uma evolução distinta, mas determinados atrasos merecem atenção dos familiares.

“Com um ano de idade, eles apresentam o desenvolvimento motor e passam a entoar as primeiras palavras. Já com um ano e meio, é esperado que eles tentem fazer a junção de duas palavras e criar pequenas frases”, explica a profissional da saúde.

A falta de estímulos ao longo do crescimento é o principal motivo da maioria dos casos de demora na linguagem e foi uma situação agravada com as restrições do novo coronavírus, período em que as crianças estão interagindo e socializando bem menos.

“O momento de lazer, será a ocasião que os pequenos vão usar o vocabulário e adquirir aprendizado, dando funcionalidade para os objetos e brinquedos”, pontua Daliana Oliveira.

Entretanto, ainda conforme a fonoaudióloga, “os transtornos da linguagem têm tratamento e variam muito. Porém, em todas as situações a parceria entre especialistas e família é fundamental para a evolução saudável da criança”, finaliza. Nesse sentido, é essencial que assim que notarem irregularidades na fala ou dificuldade na comunicação, procurem ajuda médica.


Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário