29 JUN 2022 | ATUALIZADO 10:37
MOSSORÓ
01/02/2022 13:46
Atualizado
01/02/2022 15:39

MPRN abre procedimento para investigar empresa Imagem Formaturas

A+   A-  
Diretores da empresa imagem Formaturas (FOTO) sumiram de Mossoró deixando centenas de estudantes universitários com prejuízos de R$ 2 a R$ 8 mil cada. Destruiu o sonho de uma festa de formatura. Para ajudar numa possível peça criminal contra os responsáveis, a Promotoria de Justiça do Consumidor disponibilizou o número de telefone (WhatsApp) - 84 9972-0927 e um e-mail 02pmj.mossoro@mprn.mp.br para receber as denuncias com documentos dos estudantes.
Imagem 1 -  Diretores da empresa imagem Formaturas (FOTO) sumiram de Mossoró deixando centenas de estudantes universitários com prejuízos de R$ 2 a R$ 8 mil cada. Destruiu o sonho de uma festa de formatura. Para ajudar numa possível peça criminal contra os responsáveis, a Promotoria de Justiça do Consumidor disponibilizou o número de telefone (WhatsApp) - 84 9972-0927 e um e-mail  02pmj.mossoro@mprn.mp.br para receber as denuncias com documentos dos estudantes.
Diretores da empresa imagem Formaturas (FOTO) sumiram de Mossoró deixando centenas de estudantes universitários com prejuízos de R$ 2 a R$ 8 mil cada. Destruiu o sonho de uma festa de formatura. Para ajudar numa possível peça criminal contra os responsáveis, a Promotoria de Justiça do Consumidor disponibilizou o número de telefone (WhatsApp) - 84 9972-0927 e um e-mail 02pmj.mossoro@mprn.mp.br para receber as denuncias com documentos dos estudantes.

A Promotoria de Justiça do Consumidor de Mossoró está disponibilizando dois canais para as vítimas da empresa Imagem Formaturas formalizar denúncias, com documentos.

(WhatsApp) - 84 9972-0927 e 02pmj.mossoro@mprn.mp.br

As vítimas são estudantes universitários que passaram anos recolhendo valores, que somados chegam à casa dos milhões, repassando mensalmente para a Imagem Formaturas.

A universitária Fernanda Sousa disse que esteve na sede da empresa no dia 28 de janeiro e havia agendado as fotos de formatura para o dia 14 de fevereiro.

Sonhavam eles que ao final do curso (UFERSA, UERN e universidades particulares em Mossoró), teriam uma belíssima festa de formatura com a família presente.

Cada um chegou a depositar na conta da empresa Imagem Formaturas valores que vai de 2 a 6 mil reais, recursos que até poucos dias a empresa tinha sede em Mossoró-RN.

Da noite para o dia, fecharam a sede e sumiram. Também não responde os estudantes nas redes sociais e nem atende as ligações. O MOSSORÓ HOJE também tentou.

Veja mais

Fomos surpreendidos com a nota sem nenhuma prestação de conta, disse estudante sobre a Imagem Formaturas

As vítimas, que somam mais de duas centenas, estão procurando assessoria jurídica, registrando Boletim de Ocorrência e procurando Promotoria do Consumidor (acima).

A promotora de Justiça Anna Ximenes é quem está conduzindo as investigações por parte do Ministério Público Estadual, no processo de número 02.23.2022.0000008/2022-20.

É importante que as vítimas informem detalhes com documentos ao MPRN para que providência judiciais sejam tomadas dentro do que é previsto na Legislação Nacional.

Em contato com o MOSSORÓ HOJE, diversas vítimas relatam que seria o caso de a Justiça decretar a prisão dos diretores da empresa e bloquear os bens deles.

Imaginam que assim seria possível eles receber pelo menos os recursos que depositaram na conta da empresa de volta. Entretanto, não é tão fácil assim.

A promotoria Anna Ximenes explicou que a Legislação Prevê prisão, buscas, bloqueios nos casos que se prova que o investigado agiu de forma deliberada para sumir com os recursos.

No caso da empresa Imagem Formaturas, os diretores, em nota divulgada nas redes sociais, informaram que a empresa quebrou devido a pandemia causada pelo novo coranavírus.

Entretanto, os estudantes reclamam que se  estava quebrada devido a pandemia, os diretores já sabiam ano passado, porém mantiveram a arrecadação de recursos até o último momento.

Depois não deram mais qualquer explicação.  Fernanda Sousa, formada em Contabilidade pela UERN, disse que no dia 28 conversaram com ela normalmente, no dia 29 sumiram de Mossoró.

Boas empresas

Os estudantes de Mossoró precisam ficarem atentos para contratarem serviços de empresas locais, que já tem serviço prestado e que possa garantir a devolução dos recursos em situação especial como esta de pandemia que assolou o mundo e arrasou a economia.


Notas

UNP 27 de junho de 2022

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário