29 JUN 2022 | ATUALIZADO 08:59
ESTADO
08/02/2022 06:56
Atualizado
08/02/2022 08:23

Souza busca informações na CODERN sobre servidores do Porto Ilha após arrendamento

A+   A-  
Estrutura do Terminal Salineiro de Areia Branda foi arrendada pelo Governo Federal no final de 2021 para o Consórcio Intersal. Antes, porém, o deputado Sousa, havia realizado audiência pública para discutir o destino dos servidores do terminal portuário. Na época, ficou acertado que quem não quisesse continuar trabalhando no Porto, poderia se transferir para outros órgãos federais
Imagem 1 -  Deputado Sousa em reunião com o presidente da CODERN, o coronel Ulisses:  Estrutura do Terminal Salineiro de Areia Branda foi arrendada pelo Governo Federal no final de 2021 para o Consórcio Intersal. Antes, porém, o deputado Sousa, havia realizado audiência pública para discutir o destino dos servidores do terminal portuário.  Na época, ficou acertado que quem não quisesse continuar trabalhando no Porto, poderia se transferir para outros órgãos federais
Deputado Sousa em reunião com o presidente da CODERN, o coronel Ulisses: Estrutura do Terminal Salineiro de Areia Branda foi arrendada pelo Governo Federal no final de 2021 para o Consórcio Intersal. Antes, porém, o deputado Sousa, havia realizado audiência pública para discutir o destino dos servidores do terminal portuário. Na época, ficou acertado que quem não quisesse continuar trabalhando no Porto, poderia se transferir para outros órgãos federais

O deputado Manoel Cunha Neto (Souza) procurou o presidente da Companhia das Docas do Rio Grande do Norte (CODERN), coronel Ulisses Danilo Silva Almeida, para saber o destino dos servidores do Porto Ilha de Areia Branca após concretizado o arrendamento.

A unidade portuária, usada para escoar boa parte da produção de sal do Rio Grande do Norte, foi arrendada no final do ano passado pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) ao Consórcio Intersal. No negócio, o consórcio paga R$ 100 mil pela outorga e se comprometeu em investir R$ 165 milhões na ampliação do porto.

Veja mais

Consórcio Intersal arrenda o Terminal Salineiro de Areia Branca por 25 anos

Quanto aos servidores da CODERN, lotados no terminal salineiro, ficou acertado que seriam transferidos, se assim desejassem, para outros órgãos federais localizados no Rio Grande do Norte, como UFERSA, IFs, DNIT e ou o Porto de Natal e o de Maceio.

A outra opção é se desligar da CODERN e continuar trabalhando no porto a serviço do Consórcio Intersal. Na ocasião, os arrendatários demonstraram interesse de contar com a mão de obra dos servidores que atualmente estão trabalhando no Porto Ilha.

Neste segunda-feira, 7, o deputado Sousa, que é de Areia Branca, procurou o presidente da CODERN para saber o destino dos servidores, pois havia sido ele um dos maiores interessados em evitar que os servidores do porto ficassem desempregados com o arrendamento, inclusive realizado uma Audiência Pública para discutir o destino dos servidores do Porto Ilha.

O coronel Ulisses passou detalhes das tratativas e que até a primeira quinzena de fevereiro iria a Areia Branca avançar neste diálogo com os servidores do Porto Ilha. Souza se comprometeu com o coronel fazer contatos com os órgãos federais para receberem os servidores da que estiver optando por se transferir da CODERN.


Notas

UNP 27 de junho de 2022

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário