17 JUN 2024 | ATUALIZADO 16:16
NACIONAL
POR LEANDRO MAZZINI E WALMOR PARENTE
06/04/2022 09:49
Atualizado
06/04/2022 10:02

[COLUNA ESPLANADA] Podemos confirma que Moro recebeu quase R$ 200 mil do Fundo Partidário

A+   A-  
Orçado em mais de R$ 1 bilhão para este ano, o Fundo Partidário, conhecido como Fundão – financiado pelos cofres públicos – banca altos salários, viagens, hospedagens, regalias e outras despesas dos pré-candidatos à Presidência da República. Questionado pela Coluna, o Podemos confirma que Sergio Moro recebeu mais de R$ 88 mil em salários e custou ao partido cerca de R$ 110 mil em viagens e hospedagens. O ex-juiz da Lava Jato abandonou a legenda e se filiou ao União Brasil.
Imagem 1 -  [COLUNA ESPLANADA] Orçado em mais de R$ 1 bilhão para este ano, o Fundo Partidário, conhecido como Fundão – financiado pelos cofres públicos – banca altos salários, viagens, hospedagens, regalias e outras despesas dos pré-candidatos à Presidência da República. Questionado pela Coluna, o Podemos confirma que Sergio Moro recebeu mais de R$ 88 mil em salários e custou ao partido cerca de R$ 110 mil em viagens e hospedagens. O ex-juiz da Lava Jato abandonou a legenda e se filiou ao União Brasil.
[COLUNA ESPLANADA] Orçado em mais de R$ 1 bilhão para este ano, o Fundo Partidário, conhecido como Fundão – financiado pelos cofres públicos – banca altos salários, viagens, hospedagens, regalias e outras despesas dos pré-candidatos à Presidência da República. Questionado pela Coluna, o Podemos confirma que Sergio Moro recebeu mais de R$ 88 mil em salários e custou ao partido cerca de R$ 110 mil em viagens e hospedagens. O ex-juiz da Lava Jato abandonou a legenda e se filiou ao União Brasil.
FOTO: REPRODUÇÃO

COLUNA ESPLANADA

Leandro Mazzini e Walmor Parente

Com Carolina Freitas e Sara Moreira


BRASÍLIA, QUARTA-FEIRA, 6 DE ABRIL DE 2022 - Nº 3322

Custo Moro

Orçado em mais de R$ 1 bilhão para este ano, o Fundo Partidário, conhecido como Fundão – financiado pelos cofres públicos – banca altos salários, viagens, hospedagens, regalias e outras despesas dos pré-candidatos à Presidência da República. Questionado pela Coluna, o Podemos confirma que Sergio Moro recebeu mais de R$ 88 mil em salários e custou ao partido cerca de R$ 110 mil em viagens e hospedagens. O ex-juiz da Lava Jato abandonou a legenda e se filiou ao União Brasil.

Lula

O PT informa à Coluna que o salário mensal do ex-presidente Lula da Silva – pago pelo Fundão – é da ordem de R$ 20 mil. O partido não especifica outros gastos.

Líquido

Também procurado pela Coluna, o PDT posiciona que o salário do pré-candidato Ciro Gomes é de R$ 22 mil líquidos. O PL não revela o valor do salário de Valdemar Costa Neto.

Reforço

Gilberto Kassab está feliz com o avanço do PSD no DF. A bancada se fortaleceu na Câmara Legislativa, tornou-se a segunda maior da Casa e terá nomes potenciais para a eleição deste ano.

Peremptório

Circula no meio jurídico a revista do "Cartório 15" que estampa na capa uma entrevista com o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira. Ao contrário do que disse o presidente do TSE, ministro Edson Fachin, de que a democracia está ameaçada, Ciro Nogueira é peremptório ao afirmar que não existe risco algum.

Sólida

“De forma nenhuma nossa democracia está ameaçada. O risco é zero. Somos uma democracia sólida, a quarta maior do mundo em números de eleitores, ficando atrás apenas da Índia, dos Estados Unidos e da Indonésia. Não vejo absolutamente nenhum risco nesse sentido”, pondera o ministro.

Playlist não autorizada

Artistas críticos ao governo de Jair Bolsonaro vão processá-lo por uso indevido de músicas em propaganda política. A canção ‘Eu quero sempre mais’, cantada por Nasi do Ira! e Pitty, por exemplo, foi usada para divulgar descontos em financiamentos de produtores rurais atingidos pela seca. A playlist não autorizada também inclui obras de Anitta, Charlie Brown Jr, Caetano Veloso e Daniela Mercury. Todos estão indignados.

Em campo

O Datafolha está em campo no Rio de Janeiro. O instituto seguiu a lógica da Prefab Future Pesquisas e ampliou a cartela de candidatos para serem testados. Estão na lista o general Santos Cruz, Anthony Garotinho, André Ceciliano, Cyro Garcia e Eduardo Serra.

Cartela

Completam a cartela os cinco a que vêm se limitando os institutos: Felipe Santa Cruz, Rodrigo Neves, Claudio Castro, Paulo Ganime e Marcelo Freixo. O resultado da sondagem sai amanhã.

Compliance ambiental

De volta ao Brasil, o ex-Diretor Geral da PF, Fernando Segovia, agora se dedica à advocacia. Recém-aposentado, ele concluiu mestrado em Compliance Anticorrupção pela Universidade de Sapienza (Roma). Segovia acredita que o agronegócio brasileiro pode ser amplamente beneficiado com a aplicação das regras de conformidade ambiental, melhorando a imagem do País no exterior e abrindo novos mercados para os produtos.

Marco legal

Na Câmara, tramita o projeto (PL 5.442/2019), do deputado Rodrigo Agostinho (PSB-SP), que regulamenta os programas de conformidade ambiental no âmbito das pessoas jurídicas que explorem atividades econômicas potencialmente lesivas ao meio ambiente. Para Segovia, a proposta representa uma boa oportunidade para o Brasil dar uma resposta à altura para ONGs e governos que acusam os produtores brasileiros de desmatar e poluir.

Tributação Progressiva

O ministro da Economia da Argentina, Martín Guzmán, falará sobre a experiência do seu país na implantação da Tributação Progressiva, impostos mais altos para os mais ricos. Será hoje, às 12h, em evento do Centro de Pesquisa em Macroeconomia das Desigualdades (Made), no YouTube. Participam Esther Dweck, professora da UFRJ, e a mediadora Laura Carvalho, diretora do Made e professora da USP.

ESPLANADEIRA

# Reforça App disponibiliza, até hoje, 1º mês de assinatura por R$ 1,90. # Escritora Léia Cassol lança livro infantil "A Menina do Cabelo Roxo em Quando uma história acorda". # Assaí Atacadista anuncia conversão de cinco lojas do Extra Hiper, no DF. # Associação Brasileira das Empresas de Software registrou, em 2021, aumento de 9% dos associados. # Exposição "Palhaços", do artista plástico Elpídio Barreto, acontece até dia 30, no Shopping Cassino Atlântico (RJ).

Notas

Relativa

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário