12 AGO 2022 | ATUALIZADO 15:37
SAÚDE
ANNA PAULA BRITO
05/08/2022 15:06
Atualizado
05/08/2022 16:29

Secretária confirma o primeiro caso de varíola dos macacos em Mossoró

A+   A-  
Segundo Morgana Dantas, titular da secretaria de saúde do município, a informação foi confirmada nesta quinta-feira (4), após chegar o resultado do exame que havia sido enviado para análise em Natal. Trata-se de paciente do sexo masculino, de 48 anos, que esteve em viagem recente ao estado de São Paulo. Ele encontra-se em casa, isolado, onde deverá permanecer por, pelo menos, 21 dias. Morgana reforça que quem sentir qualquer sintoma da doença, procure a UPA do Belo Horizonte, onde será realizada a coleta para o exame.
Imagem 1 -
FOTO: REPRODUÇÃO

A Secretária de Saúde de Mossoró, Morgana Dantas, informou que Mossoró confirmou o primeiro caso de paciente infectado pela Varíola dos Macacos.

A secretaria foi notificada no início da noite desta quinta-feira (4), após chegar o resultado do exame que havia sido enviado para análise em Natal.

Trata-se de paciente do sexo masculino, de 48 anos, que esteve em viagem recente ao estado de São Paulo. Ele retornou à Mossoró no dia 23 e no dia 25 começou a sentir os sintomas.

Ainda segundo Morgana, o paciente procurou uma unidade hospitalar particular na cidade e realizou colheu material para realização do teste, além de ser orientado a permanecer em isolamento.

Ele encontra-se em casa, onde deverá permanecer por, pelo menos, 21 dias. O paciente não tem sintomas graves.

Morgana reforça que quem sentir qualquer sintoma da doença, procure a Unidade de Pronto Atendimento do bairro Belo Horizonte, onde será realizada a coleta para o exame.

CONHEÇA ALGUNS SINTOMAS DA DOENÇA

A OMS descreve quadros diferentes de sintomas para casos suspeitos, prováveis e confirmados.

Passa a ser considerado um caso suspeito qualquer pessoa, de qualquer idade, que apresente pústulas (bolhas) na pele de forma aguda e inexplicável e esteja em um país onde a varíola dos macacos não é endêmica.

Se este quadro for acompanhado por dor de cabeça, início de febre acima de 38,5°C, linfonodos inchados, dores musculares e no corpo, dor nas costas e fraqueza profunda, é necessário fazer exame para confirmar ou descartar a doença.

Casos considerados “prováveis” incluem sintomas semelhantes aos dos casos suspeitos, como contato físico pele a pele ou com lesões na pele, contato sexual ou com materiais contaminados 21 dias antes do início dos sintomas.

Soma-se a isso, histórico de viagens para um país endêmico ou ter tido contato próximo com possíveis infectados no mesmo período e/ou ter resultado positivo para um teste sorológico de orthopoxvirus na ausência de vacinação contra varíola ou outra exposição conhecida ao vírus.


Notas

UNP 27 de junho de 2022

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário