25 FEV 2024 | ATUALIZADO 11:05
ECONOMIA
22/11/2023 06:25
Atualizado
22/11/2023 06:42

"NS-42 está chegando no RN", dia a governadora Fátima Bezerra

A+   A-  
O presidente da Fiern, Roberto Serquiz, frisou ser R$ 300 milhões de dólares (em reais, algo em torno de R$ 1,5 bilhão) o investimento inicial da Petrobras no campo de Pitu. A informação passada pela Governadora Fátima Bezerra foi durante a abertura do Mossoró Oil e Gás Expo, no Centro de Convenções da UERSA, em Mossoró, na noite desta terça-feira, 21.
Imagem 1 -  O presidente da Fiern, Roberto Serquiz, frisou ser R$ 300 milhões de dólares (em reais, algo em torno de R$ 1,5 bilhão) o investimento inicial da Petrobras no campo de Pitu. A informação passada pela Governadora Fátima Bezerra foi durante a abertura do Mossoró Oil e Gás Expo, no Centro de Convenções da UERSA, em Mossoró, na noite desta terça-feira, 21.
O presidente da Fiern, Roberto Serquiz, frisou ser R$ 300 milhões de dólares (em reais, algo em torno de R$ 1,5 bilhão) o investimento inicial da Petrobras no campo de Pitu. A informação passada pela Governadora Fátima Bezerra foi durante a abertura do Mossoró Oil e Gás Expo, no Centro de Convenções da UERSA, em Mossoró, na noite desta terça-feira, 21.
Foto Carlos Costa

"É uma alegria compartilhar com vocês a notícia alvissareira da confirmação por parte da Petrobras que a sonda NS-42 está chegando no RN, para dar início exatamente ao processo de pesquisa, de exploração do petróleo na chamada água profunda na margem equatorial", destacou a governadora Fátima Bezerra durante a abertura do Mossoró Oil & Gáa, um dos mais importantes eventos que ocorrem na capital do Oeste no setor de petróleo e gás onshore do Brasil.

O presidente da Fiern, Roberto Serquiz, frisou ser R$ 300 milhões de dólares (em reais, algo em torno de R$ 1,5 bilhão) o investimento inicial da Petrobras no campo de Pitu. Há poucos dias, a Petrobras realizou encontrou com os seguimentos do comércio e da indústria pesada do Rio Grande do Norte para preparar estes dois setores para atender as demandas da companhia durante a exploração do Campo de Pitu, que fica distante 54 km da costa de Areia Branca, Grossos e Tibau.

"Estamos vivendo um novo momento, uma nova conjuntura. São novos rumos que a Petrobras vem adotando em todo o Brasil e para nossa alegria, a exploração do petróleo em águas profundas, na chamada margem equatorial, que vai do Amapá ao Rio Grande do Norte, vai começar exatamente pelo RN. Isso aqui agora não é mais sonho, é realidade", disse a chefe do executivo estadual, ao lembrar que os estudos tinham sido iniciados desde a época do Governo da então presidenta Dilma, em 2013. " Isso significa um novo ciclo de crescimento da economia para o povo do Rio Grande do Norte. É uma nova fronteira que se abre", reforça.

A 8ª edição do Mossoró Oil & Gas Expo, realizada pela Redepetro RN e o Sebrae no Rio Grande do Norte, em parceria com Governo do Estado e prefeitura de Mossoró, tem como principal foco o setor de petróleo e gás das regiões Norte e Nordeste do Brasil. O evento atrai empresas, especialistas e autoridades e tem como proposta central discutir a extração em terra e águas rasas, bem como, a cadeia produtiva, aproximando fornecedores de bens e serviços nesse segmento, além de discutir os desafios e oportunidades do setor, assim como promover parcerias e negócios.

A edição deste ano conta com 130 estandes e abordará temas como sustentabilidade e transição energética, tendo como tema central deste ano a "Sustentabilidade Socioambiental do Onshore Brasileiro”, abordando questões fundamentais relacionadas às áreas ambiental, social e de governança (ESG) no contexto da produção e exploração do petróleo e gás no Brasil.

Os estudos apontam que o potencial de petróleo em águas profundas na margem equatorial potiguar é incomensurável, o que irá fomentar e dinamizar toda a capilaridade da cadeia produtiva do petróleo do gás trazendo geração exatamente de emprego e renda. Gutemberg Dias, presidente da Redepetro e um dos organizadores do evento, abriu a oitava edição do Oil & Gas Mossoró emocionado por constatar a proporção que ganhou o evento. 

"Iniciamos em um espaço que corresponde a metade de um auditório. Hoje, aliando a vontade, a coragem e persistência dos profissionais que trabalham na área de petróleo e gás com parcerias como a do Governo do Estado que tem sido uma mão amiga do setor, estamos com a casa cheia e comemorando o retorno da geração de emprego na área de óleo, gás e petróleo em Mossoró", destacou Gutemberg.

 Estiveram no evento acompanhando a governadora: Jaime Calado (SEDEC) Silvio Torquato – secretário adjunto da SEDEC, Marina Melo - presidente da Potigás, Werner Farkat - IDEMA, Hugo Fonseca (SEDEC), Ivanilson Maia (GAC), Cicilia Maia, reitora da Uern e Chico Dantas- vice-reitor UERN. 

Além dos já citados, também participaram da solenidade de abertura do Mossoró Oil & Gás Alysson Bezerra, prefeito de Mossoró; Isolda Dantas, deputada estadual; Lawrence Amorim, presidente da Câmara Municipal de Mossoró; Itamar Marciel e Zeca Melo pelo SEBRAE/RN; Ludimila Oliveira, reitora da UFERSA; Roberto Serquiz, presidente da FIERN; Daniel Vieira, diretor ANP; Nadine Lopes, gerente de negócios da área de óleo e gás do Consulado Canadense; Marcelo Magalhães, presidente da Petrorecôncavo e Março Felix, presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Petróleo.

Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário