25 FEV 2024 | ATUALIZADO 11:05
CONCURSOS
06/02/2024 16:18
Atualizado
06/02/2024 16:20

RN já tem mais de 31 mil inscritos no CNU; provas serão realizadas em 4 municípios do estado

A+   A-  
Em todo o país, já são um milhão e meio de pessoas inscritas no modelo inovador de seleção, organizado pelo Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI). As inscrições, iniciadas em 19 de janeiro, permanecem abertas até esta sexta-feira, 9 de fevereiro. As provas do concurso serão descentralizadas e ocorrerão em 220 cidades, no dia 5 de maio. No Rio Grande do Norte, haverá provas em quatro cidades: Natal, Mossoró, Parnamirim e Caicó.
Imagem 1 -  RN já tem 31 mil inscritos no CNU; provas serão realizadas em 4 municípios do estado. Em todo o país, já são um milhão e meio de pessoas inscritas no modelo inovador de seleção, organizado pelo Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI). As inscrições, iniciadas em 19 de janeiro, permanecem abertas até esta sexta-feira, 9 de fevereiro. As provas do concurso serão descentralizadas e ocorrerão em 220 cidades, no dia 5 de maio. No Rio Grande do Norte, haverá provas em quatro cidades: Natal, Mossoró, Parnamirim e Caicó.
RN já tem 31 mil inscritos no CNU; provas serão realizadas em 4 municípios do estado. Em todo o país, já são um milhão e meio de pessoas inscritas no modelo inovador de seleção, organizado pelo Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI). As inscrições, iniciadas em 19 de janeiro, permanecem abertas até esta sexta-feira, 9 de fevereiro. As provas do concurso serão descentralizadas e ocorrerão em 220 cidades, no dia 5 de maio. No Rio Grande do Norte, haverá provas em quatro cidades: Natal, Mossoró, Parnamirim e Caicó.

Até esta segunda-feira (5), 31.271 pessoas já haviam se inscrito no Concurso Público Nacional Unificado (CPNU) para realizar provas no estado do Rio Grande do Norte.

Em todo o país, já são um milhão e meio de pessoas inscritas no modelo inovador de seleção, organizado pelo Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI). As inscrições, iniciadas em 19 de janeiro, permanecem abertas até esta sexta-feira, 9 de fevereiro.

Para os cargos de nível superior, a taxa de inscrição é de R$ 90, enquanto para o bloco de cargos de nível médio o valor é de R$ 60.

A titular do MGI, ministra Esther Dweck, fez um alerta direcionado aos candidatos que já realizaram a inscrição, mas receberam a negativa do pedido de isenção (ou ainda não fizeram o pagamento da taxa). "A inscrição final depende do pagamento das inscrições, então faço esse alerta ao pessoal que já se inscreveu e não pagou", orientou.

VAGAS NO RIO GRANDE DO NORTE

As 6.640 vagas para o serviço público federal ofertadas nos oito editais do Concurso Público Nacional Unificado (CPNU) abrangem todos os 26 estados do país, Brasília e cidades do interior dos estados. No estado do Rio Grande do Norte, há vagas abertas para exercício na capital e em outros municípios do estado.

Confira abaixo a lista de cargos e os locais de exercício no estado:

- Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação - MCTI

Cargo: Analista em C&T - Especialidade: Qualquer área de formação

Local de Exercício: Natal/RN

- Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE

Cargo: Analista de Planejamento, Gestão e Infraestrutura em Informações Geográficas e Estatísticas

Local de Exercício: Natal/RN

Cargo: Tecnologista em Informações Geográficas e Estatísticas

Local de Exercício: Natal/RN

Cargo: Técnico em Informações Geográficas e Estatísticas

Local de Exercício: Açú/RN; Currais Novos/RN; João Câmara/RN; e Santo Antônio/RN

PROVAS

As provas do concurso serão descentralizadas e ocorrerão em 220 cidades, no dia 5 de maio. No Rio Grande do Norte, haverá provas em quatro cidades: Natal, Mossoró, Parnamirim e Caicó.

A divulgação dos resultados das provas objetivas e preliminares das provas discursivas e redações será realizada em 3 de junho. O resultado será anunciado em 30 de julho. Em 5 de agosto terá início a etapa de convocação para posse e realização de cursos de formação.

O objetivo do CNPU é promover igualdade de oportunidades de acesso aos cargos públicos efetivos. O MGI destaca que a execução do Concurso é um dos instrumentos de reconstrução do Estado brasileiro, ao promover a recuperação das capacidades governamentais.

O concurso, capilarizado e democrático, também mira na construção de um serviço público com a cara do Brasil.


Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário