22 MAI 2024 | ATUALIZADO 23:42
ESTADO
29/02/2024 16:36
Atualizado
29/02/2024 17:04

Guamaré: operadora trabalha para restabelecer energia após furto de cabos de alta tensão

A+   A-  
O trabalho é delicado e exige cuidados de segurança redobrados, pois vários trechos de acesso à linha estão alagados em função das chuvas registradas na região nos últimos dias. A previsão de conclusão do trabalho é no final desta sexta-feira (1). Com o furto dessa quarta-feira, subiu para sete o número de vezes que a mesma linha de transmissão com 25 quilômetros de extensão entre Macau e Guamaré sofreu com a ação dos criminosos em menos de 90 dias, deixando os moradores da região sem energia em residências, hospitais, escolas, delegacias, abastecimento de água, internet e outros serviços essenciais
Imagem 1 -  O trabalho é delicado e exige cuidados de segurança redobrados, pois vários trechos de acesso à linha estão alagados em função das chuvas registradas na região nos últimos dias. A previsão de conclusão do trabalho é no final desta sexta-feira (1).  Com o furto dessa quarta-feira, subiu para sete o número de vezes que a mesma linha de transmissão com 25 quilômetros de extensão entre Macau e Guamaré sofreu com a ação dos criminosos em menos de 90 dias, deixando os moradores da região sem energia em residências, hospitais, escolas, delegacias, abastecimento de água, internet e outros serviços essenciais.
O trabalho é delicado e exige cuidados de segurança redobrados, pois vários trechos de acesso à linha estão alagados em função das chuvas registradas na região nos últimos dias. A previsão de conclusão do trabalho é no final desta sexta-feira (1). Com o furto dessa quarta-feira, subiu para sete o número de vezes que a mesma linha de transmissão com 25 quilômetros de extensão entre Macau e Guamaré sofreu com a ação dos criminosos em menos de 90 dias, deixando os moradores da região sem energia em residências, hospitais, escolas, delegacias, abastecimento de água, internet e outros serviços essenciais.

Desde as primeiras horas da quarta-feira, 42 profissionais e 11 veículos com estrutura para atividades de maior complexidade estão trabalhando na reconstrução da linha de transmissão entre Macau e Guamaré.

Ontem, criminosos voltaram a agir e quebraram seis postes de uma linha de transmissão de Alta Tensão (69.000 volts) e furtaram 600 metros de cabos no trecho entre Macau e Guamaré, na região da Costa, interrompendo o fornecimento de energia para 7.581 residência e deixando uma geradora de energia eólica atendida em alta tensão na região, desconectada do sistema elétrico.

Veja

Criminosos quebram postes, furtam cabos e deixam 7.581 clientes sem energia em Macau e Guamaré

O trabalho é delicado e exige cuidados de segurança redobrados, pois vários trechos de acesso à linha estão alagados em função das chuvas registradas na região nos últimos dias. A previsão de conclusão do trabalho é no final desta sexta-feira (1).

Com o furto dessa quarta-feira, subiu para sete o número de vezes que a mesma linha de transmissão com 25 quilômetros de extensão entre Macau e Guamaré sofreu com a ação dos criminosos em menos de 90 dias, deixando os moradores da região sem energia em residências, hospitais, escolas, delegacias, abastecimento de água, internet e outros serviços essenciais.

A Neoenergia Cosern abriu um novo Boletim de Ocorrência e compartilhou as informações com a Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed).

De 1º de janeiro a 28 de fevereiro de 2024, o Centro de Operações Integradas (COI) da Neoenergia Cosern registrou 225 faltas de energia provocadas por furto de cabos e de outros equipamentos da rede elétrica em todo o estado. O crime já deixou 430 mil potiguares sem energia por até cinco horas, em média, em residências, hospitais, escolas, delegacias, sem abastecimento de água, internet e outros serviços essenciais. Em 2023, cerca de 800 mil potiguares foram afetados pelo crime de furto de cabos da rede elétrica.

Em linha reta, os cabos de energia elétrica da Neoenergia Cosern furtados em todo o estado em 2023 somaram 35 quilômetros – distância equivalente ao trajeto entre Natal e Ceará-Mirim, por exemplo.

É possível denunciar esse tipo de crime, de forma anônima e segura, à Polícia Militar, no telefone 190, e no 116 da Neoenergia Cosern. Por questão de segurança, a população nunca deve se aproximar da rede elétrica, principalmente se ela estiver danificada pelo vandalismo


Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário