24 JUN 2024 | ATUALIZADO 15:09
ESTADO
ANNA PAULA BRITO
29/05/2024 12:39
Atualizado
29/05/2024 12:43

Servidores da Fundase cobram reajuste e reestruturação do plano de carreira

A+   A-  
A parada é de 24h e está acontecendo em todo o estado, nesta quarta-feira (29). Em Mossoró a movimentação está acontecendo em frente ao antigo Ceduc. Os servidores da instituição, entre agentes socioeducativos, analistas e técnicos, desejam que o governo do RN dê uma atenção especial às pautas que foram apresentadas, entre elas o reajuste salarial, a reestruturação do plano de carreira, bem como melhores condições de trabalho.
Imagem 1 -  Servidores da Fundase realizam parada para cobrar reajuste e reestruturação do plano de carreira. A parada é de 24h e está acontecendo em todo o estado, nesta quarta-feira (29). Em Mossoró a movimentação está acontecendo em frente ao antigo Ceduc. Os servidores da instituição, entre agentes socioeducativos, analistas e técnicos, desejam que o governo do RN dê uma atenção especial às pautas que foram apresentadas, entre elas o reajuste salarial, a reestruturação do plano de carreira, bem como melhores condições de trabalho.
Servidores da Fundase realizam parada para cobrar reajuste e reestruturação do plano de carreira. A parada é de 24h e está acontecendo em todo o estado, nesta quarta-feira (29). Em Mossoró a movimentação está acontecendo em frente ao antigo Ceduc. Os servidores da instituição, entre agentes socioeducativos, analistas e técnicos, desejam que o governo do RN dê uma atenção especial às pautas que foram apresentadas, entre elas o reajuste salarial, a reestruturação do plano de carreira, bem como melhores condições de trabalho.

Os servidores da Fundase do Rio Grande do Norte, entre agentes socioeducativos, analistas e técnicos, estão realizando uma parada de advertência, nesta quarta-feira (24). A parada é de 24h e está acontecendo em todo o estado.

 Em Mossoró a movimentação está acontecendo em frente ao antigo Ceduc. A reportagem do MOSSORÓ HOJE esteve no local e conversou com alguns servidores, que explicaram quais são as pautas do movimento.

Entre as pautas do agentes estão o reajuste salarial, a reestruturação do plano de carreira e plantão de 24h, ao invés das 12h que estão sendo praticadas atualmente.

Já os técnicos e analistas pedem que a direção da Fundase retome a jornada de 6h corridas de trabalho, bem como reivindicam melhores condições de trabalho. Segundo eles, o estado não tem oferecido o mínimo necessário, em termos de estrutura, para o trabalho deles.

Uma Assembleia da categoria foi realizada no dia 23 de maio, onde ficou decidida pela parada de hoje. Na ocasião, a categoria apreciou uma proposta do Governo e deliberou encaminhar uma contraproposta apontando a necessidade de implantação de nova tabela salarial em 2025, e não em 2026, como pretende o Executivo estadual.

Além da paralisação desta quarta, os profissionais deliberaram pela realização de uma nova Assembleia no dia 05 de junho, quando um indicativo de greve poderá ser analisado.


Notas

Relativa

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário