24 ABR 2024 | ATUALIZADO 17:57
ESTADO
Da redação
11/02/2016 07:40
Atualizado
14/12/2018 07:19

JFRN anuncia medidas para economizar mais de R$ 3 milhões em custeio

A+   A-  
Entre as ações que serão executadas está o programa ?JFRN Sustentável?, que trará mudanças de rotina para todos os colaboradores da Seção Judiciária, implicando diretamente queda nas despesas de custeio.
Imagem 1 -   JFRN anuncia medidas para economizar mais de R$ 3 milhões em custeio
Reprodução/RN Concursos

A Justiça Federal do Rio Grande do Norte pretende economizar mais de R$ 3,5 milhões em custeio esse ano. Para alcançar a meta de 30% de diminuição em relação ao mesmo período do ano passado, uma série de medidas serão implantadas pelo órgão.

Entre as ações que serão executadas está o programa “JFRN Sustentável”, que trará mudanças de rotina para todos os colaboradores da Seção Judiciária, implicando diretamente queda nas despesas de custeio, com medidas como o desligamento do sistema de ar condicionado nos prédios da sede em Natal.

Outra iniciativa para redução de despesas é a suspensão da contratação de estagiários. Além disso, haverá um redimensionamento do número de estagiários em toda instituição durante o exercício de 2016.

A JFRN criará também o Comitê de Gestão de Crise, que será responsável por gerenciar todas as medidas e os reflexos delas. O diretor do Foro, juiz Marco Bruno Miranda Clementino, destacou que ano passado o orçamento de custeio da JFRN foi de R$ 11,9 milhões. Para este ano, o orçamento da União disponibilizou apenas R$ 8,4 milhões.

Ele observa ainda houve uma drástica redução nos recursos para investimento. O indicativo é que serão disponibilizados apenas R$ 350 mil, o que equivale a menos de 5% do que se investiu no ano passado.

 “Fomos submetidos a uma severa redução orçamentária para o exercício de 2016, atingindo inclusive o custeio, algo difícil de se contornar quando se trata de uma instituição já bem gerida do ponto de vista financeiro como a Seção Judiciária do Rio Grande do Norte”, conclui o diretor do Foro.

Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário