17 JUN 2024 | ATUALIZADO 17:27
CONCURSOS
Da redação
12/02/2016 16:36
Atualizado
14/12/2018 08:15

FIOCRUZ abre vaga para articulador do Projeto Redes em Mossoró

A+   A-  
Interessados devem ter experiência nas áreas de humanas, saúde e sociais. O prazo da bolsa será de 10 meses, com uma remuneração no valor de R$3.250,00. Veja edital
Imagem 1 -  FIOCRUZ abre vaga para articulador do Projeto Redes em Mossoró
Valéria Lima

A Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz), através da Fundação para o Desenolvimento Cinetífico e Tecnológico em Saúde  (FIOTEC) publicou edital para contratação para o cargo de Articulador de Rede Intersetorial pelo Projeto Redes, com uma vaga para Mossoró. Além da capital do Oeste, os municípios de Natal e Parnamirim também são contemplados com uma vaga cada.
 
A contratação é fruto da parceria entre o Ministério Público Estadual, através  do Projeto Transformando Destinos, e a Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (SENAD).

O Projeto Redes visa diagnosticar os recursos da rede de atenção ao usuário de álcool e outras drogas, e traçar estratégias de integração intersetorial.

Aos interessados, é obrigatório ter pós-graduação nas área relacionadas a ciências da saúde, sociais, humanas e experiência em serviços, programas, projetos ou em Gestão de Políticas Públicas, de no mínimo dois anos.

O profissional deverá ter disponibilidade para viagens para Brasília e para outras cidades que compõe o Projeto Redes. O candidato deverá possuir acesso à internet e disponibilidade semanal para dedicação ao projeto e não poderá ser trabalhador das redes a qual se candidata.

A seleção será aferida com base no currículo, na experiência profissional mediante comprovação documental e por meio de entrevista.  O bolsista receberá mensalmente o valor líquido de R$ 3.250,00 (três mil, duzentos e cinquenta reais).

O Termo de Concessão da Bolsa será firmado entre o Bolsista, a coordenação do Projeto e a Fiotec.

O prazo da bolsa será de 10 meses. Podendo ser renovada por igual período, caso seja do interesse de ambas as partes. Os trabalhos serão acompanhados pela Diretoria de Coordenação e articulação de políticas sobre drogas – SENAD – Ministério da Justiça, que poderá a qualquer momento ou quando achar necessário, solicitar relatórios adicionais sobre a execução das atividades.

O bolsista deverá manter sigilo acerca de seu trabalho, dos documentos e informações a que tenha acesso no cumprimento de suas obrigações.

Deverá, ainda, manter uma relação profissional adequada com as autoridades federais, estaduais, municipais, do Distrito Federal e com os técnicos ou pessoas com quem venha a interagir, exercendo suas atividades com zelo e dedicação.

Veja mais informações no EDITAL

Notas

Relativa

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário