21 JUL 2024 | ATUALIZADO 16:16
ESTADO
Da redação
08/04/2016 06:47
Atualizado
12/12/2018 08:55

RN tem quase 8 mil beneficiários irregulares na Reforma Agrária, diz TCU

A+   A-  
Entre os beneficiários estão empresários, servidores públicos, pessoas com renda superior a três salários mínimos ou com sinais exteriores de riqueza. Irregularidades foram constatadas em auditoria
Imagem 1 -  RN tem quase 8 mil beneficiários irregulares na Reforma Agrária, diz TCU
Josemário Alves / MH

Auditoria realizada pelo Tribunal de Contas da União (TCU) no programa de reforma agrária em todo o País identificou quase 8 mil beneficiários irregulares somente no Rio Grande do Norte. São dezenas de problemas de extrema gravidade como políticos que, criminosamente, receberam lotes do programa.

Ao todo são 7.791 beneficiários irregulares. Entre eles estão empresários, servidores públicos, pessoas com renda superior a três salários mínimos ou pessoas com sinais exteriores de riqueza.

Em todo o País, foram identificados mais de 578 mil beneficiários irregulares. Devido a isso, o Tribunal de Contas da União determinou, na quarta-feira passada (06), a paralisação imediata do programa. Estão suspensos novos processos de seleção de beneficiários de lotes, bem como de pessoas que já tenham sido selecionadas pelo programa.

Para o TCU, há uma necessidade urgente de uma completa reestruturação do INCRA e de seu trabalho. O instituto e o Ministério do Desenvolvimento Agrário terão 15 dias para se manifestar sobre a decisão do TCU.

O MOSSORÓ HOJE procurou o superintendente do INCRA no RN, Vinicius Ferreira, mas ele não pôde atender porque estava em reunião. A Secretaria de Estado de Assuntos Fundiários e Apoio à Reforma Agrária (SEARA) também foi contatada, mas o titular da pasta não estava presente.

Notas

Relativa

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário