24 JUL 2024 | ATUALIZADO 18:32
ESTADO
Da redação
20/05/2016 08:52
Atualizado
12/12/2018 13:11

Obra para construção da adutora emergencial de Caicó é autorizada

A+   A-  
Adutora custará R$ 44 milhões oriundos do Ministério da Integração Nacional. Quando concluída, obra beneficiará 67 mil habitantes da região Seridó
Imagem 1 -  Obra para construção da adutora emergencial de Caicó é autorizada
Cedida/Ilmo Gomes

A Adutora Emergencial de Caicó, região Seridó no Rio Grande do Norte, recebeu autorização para contratação da obra, que custará R$ 44 milhões, oriundos do Ministério da Integração. Quando concluída, a obra beneficiará mais de 67 mil habitantes.

A autorização foi assinada na tarde desta quinta-feira (19), diretor Presidente da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), Marcelo Toscano em reunião com o analista de Infraestrutura do Ministério, Cássio Rampinelli.

Diante da liberação do MI, a Caern dará início ao processo de contratação.
 
Dados da Diretoria de Empreendimentos da Caern informam que a nova Adutora terá 63.134 metros de extensão, com tubulação de 400 milímetros de diâmetro.

De acordo com o projeto, será derivada da adutora Serra de Santana, que capta água na barragem Armando Ribeiro Gonçalves, começando com a conexão na Estação de Bombeamento (EB-02) e seguindo às margens da rodovia RN- 118 que liga Jucurutu a Caicó.
 
Durante o percurso a Adutora Emergencial terá duas Estações Elevatórias para bombeamento na localidade. O funcionamento da adutora será em sistema de rodízio, já que a mesma captação será responsável pelo abastecimento da região da Serra de Santana (Florânia, Tenente Laurentino Cruz, São Vicente, Lagoa Nova e Bodó, além de 156 comunidades rurais), como também para Caicó e Currais Novos.
 
Durante os cinco anos consecutivos de seca, a cidade de Caicó, vem sofrendo com a falta d’água decorrente do esvaziamento nos açudes que atendiam a região.

Com informações da Assecom/RN

Notas

Relativa

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário