23 JUN 2021 | ATUALIZADO 09:00
POLÍTICA
Da redação
05/03/2015 07:20
Atualizado
12/12/2018 20:33

Janot teria recomendado não abrir inquérito contra Henrique e Aécio

A+   A-  
Quem não teria tido a mesma sorte foi a senadora Gleisi Hoffmann, do PT, e seu marido, o ex ministro Paulo Bernardo
Imagem 1 -  Janot teria recomendado não abrir inquérito contra Henrique e Aécio
Agência Câmara

O ex deputado federal Henrique Eduardo Alves, do PMDB, deve se livrar pelo menos de uma parte do rol de acusações da Operação Lava Jato.

Ao menos é que o escreve a Folha de São Paulo. Conforme a reportagem, o procurador-geral da república, Rodrigo Janot, teria recomendado a não abertura do inquérito.

Ainda na mesma reportagem, Janot também teria rejeitado abrir inquérito para investigar o senador Aécio Neves, do PSDB. Recomenda arquivar o processo.

Aécio e Alves teriam sido citados pelos delatores na Operação Lava Jato como beneficiados no esquema de corrupção dentro da Petrobras nos últimos dez anos.

Quem não teria tido a mesma sorte foi a senadora Gleisi Hoffmann, do PT, e seu marido, o ex ministro Paulo Bernardo. Neste caso, os inquéritos teriam parecer para serem abertos.

A decisão final caberá ao ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal.

Notas

Posto JP - Maio de 2021

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário