17 ABR 2024 | ATUALIZADO 18:23
ESTADO
25/02/2019 10:37
Atualizado
25/02/2019 10:41

Sesap disponibiliza preservativos para ações educativas durante o Carnaval

A+   A-  
Os municípios poderão solicitar os insumos nas regionais de saúde, na perspectiva de que os mesmos atendam as programações locais de escolas, comércio, indústrias, Organizações Não Governamentais e outros.
Imagem 1 -  Neste mês de fevereiro está sendo disponibilizada uma grade extra de 768.384 preservativos e 11.700 testes rápidos para as ações do carnaval.
Neste mês de fevereiro está sendo disponibilizada uma grade extra de 768.384 preservativos e 11.700 testes rápidos para as ações do carnaval.
FOTO: DIVULGAÇÃO

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), através do Programa Estadual IST, AIDS e Hepatites Virais, propõe a realização de ações durante o carnaval 2019, com atividades educativas, incentivo ao uso do preservativo e a realização de testes rápidos de HIV, Sífilis e Hepatites Virais.

Está sendo disponibilizada, este mês de fevereiro, uma grade extra de 768.384 preservativos e 11.700 testes rápidos para as ações do carnaval.

Os municípios poderão solicitar os insumos nas regionais de saúde, na perspectiva de que os mesmos atendam as programações locais de escolas, comércio, indústrias, Organizações Não Governamentais e outros.

“O carnaval é um momento importante para intensificar as ações de prevenção, buscando sensibilizar a população em geral sobre a importância do uso do preservativo em qualquer tipo de relação sexual. O uso da camisinha (masculina ou feminina) é o método mais eficaz para evitar a transmissão das Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), em especial, o HIV, sífilis e hepatites virais B e C”, explicou Juliana Soares, responsável técnica pelo Programa Estadual IST, AIDS e Hepatites Virais.

A Sesap sugere que os municípios busquem desenvolver suas ações educativas refletindo a cultura e realidade local, utilizando todos os meios de comunicação acessíveis à população geral.

“Ações de mobilização são indispensáveis para informar as pessoas, especialmente os jovens, sobre medidas de prevenção, importância do diagnóstico e início do tratamento precoce”, concluiu Juliana.


Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário