24 JAN 2020 | ATUALIZADO 18:38

OPINIÃO

  As autoridades do nosso judiciário, o Ministério Público ou as autoridades coautoras, não devem criticar e sim, devem acatar, pois só está existindo críticas pelo MEDO DE SEREM PUNIDOS DIANTE DA LEI, o que não deveria existir, até porque são servidores públicos e fiscais da lei.
(OPINIÃO) Lei do Abuso de Autoridade: existe motivos para medo?

10/01/2020 23:07

As autoridades do nosso judiciário, o Ministério Público ou as autoridades coautoras, não devem criticar e sim, devem acatar, pois só está existindo críticas pelo MEDO DE SEREM PUNIDOS DIANTE DA LEI, o que não deveria existir, até porque são servidores públicos e fiscais da lei.

[OPINIÃO] Rosalba faz com Mossoró o que fez com o RN, por Cezar Alves

24/10/2019 09:03

No RN, a gestora comprometeu 2 bilhões com a construção do ARENA e Copa; Em Mossoró, Rosalba conseguiu aprovação da Câmara para pegar 150 milhões empenhando o FPM

[OPINIÃO] A cara da corrupção legalizada, por Marleide Cunha

23/10/2019 18:29

Hoje, 23/10/19, em regime de urgência, vereadores(as) autorizaram um empréstimo de 150 milhões a ser realizado pela Prefeitura de Mossoró e não fizeram questionamentos básicos sobre o destino do dinheiro, tais como: PARA QUÊ? PARA QUEM? PARA ONDE? EM QUANTO TEMPO?

[OPINIÃO] Recado direto para o esgoto político de Mossoró

26/07/2019 15:50

Com a proximidade de nova campanha política municipal, não param de florescer páginas apócrifas patrocinadas direta e indiretamente por dinheiro público. Prospera a participação direta e indireta de donos do poder, na molecagem contra quem não gostam ou veem como ameaça.

  Os cortes representam um ataque à educação pública brasileira, buscando censurar pela via orçamentária a autonomia acadêmica das referidas instituições, diz o senador Jean Paul Prates
Cortes é uma tentativa de atacar autonomia das universidades, diz Prates

03/05/2019 18:09

A situação se repete país afora, com universidades e institutos federais sob risco de terem seu funcionamento inviabilizado. Os cortes afetam áreas essenciais, como contratos de segurança, água, energia, além do fornecimento de alimentação e bolsas de estudo, diz


Notas

Andrews aluga

Publicidades

Bolsas 100% MOSSORÓ