16 MAI 2021 | ATUALIZADO 15:05

Belas Histórias

  “Quero mudar vidas e servir de inspiração", diz Leidjane Alves, do sítio Areias. Nascida e criada zona rural de Pau dos Ferros, a jovem de 21 anos hoje cursa o 2º período de medicina na Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (UNCISAL). Filha de um agricultor e de uma faxineira, ela conta que percorreu um longo caminho e contou com muita ajuda dos pais, amigos e professores para chegar à universidade. Entre os sonhos para o futuro, está voltar para a sua cidade e ajudar jovens de famílias humildes como a dela, mostrando que a educação é o único caminho para o sucesso.
“Quero mudar vidas e servir de inspiração", diz Leidjane Alves, do sítio Areias

27/04/2021 17:31

Nascida e criada no sítio Areias, zona rural de Pau dos Ferros, a jovem de 21 anos hoje cursa o 2º período de medicina na Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (UNCISAL). Filha de um agricultor e de uma faxineira, ela conta que percorreu um longo caminho e contou com muita ajuda dos pais, amigos e professores para chegar à universidade. Entre os sonhos para o futuro, está voltar para a sua cidade e ajudar jovens de famílias humildes como a dela, mostrando que a educação é o único caminho para o sucesso.

  Pedrosa Virgulino Junior é natural de Garanhuns-PE e escolheu Mossoró para fixar residência, constituir família. Nesta entrevista, ele revela quatro grandes sonhos, dos quais dois já foram realizados e os outros dois está na batalha para concretizá-los. Meu sonho é ver meu filho tomando água, comendo pela boca”, diz, emocionado, Pedrosa, fazendo referência ao filho Pietro, de 3 anos, que nasceu com uma fístula na garganta, que o impede de se alimentar.
“Meu sonho é ver meu filho tomando água, comendo”, diz Pedrosa Virgulino

27/04/2021 08:24

Pedrosa Virgulino Junior é natural de Garanhuns-PE e escolheu Mossoró para fixar residência, constituir família. Nesta entrevista, ele revela quatro grandes sonhos, dos quais dois já foram realizados e os outros dois está na batalha para concretizá-los. Meu sonho é ver meu filho tomando água, comendo pela boca”, diz, emocionado, Pedrosa, fazendo referência ao filho Pietro, de 3 anos, que nasceu com uma fístula na garganta, que o impede de se alimentar.

  Nesta entrevista ao MOSSORO HOJE,  Seu João conta que vendeu um boi e partiu com um amigo para o Pará, deixando para trás a mulher e 3 filhos. Não conseguiu realizar o sonho da casa própria garimpando ouro no Pará, mas conseguiu trabalhando aqui mesmo na região "com a glória de Deus e honestidade", diz Seu João, na primeira entrevista, de uma série do PORTAL MOSSORO HOJE, destacando o que foi capaz de fazer para realizar o grande sonho de sua vida. VEJA NA ÍNTEGRA
Para realizar o sonho, Seu João conta que encarou a morte em Serra Pelada

24/04/2021 07:20

Nesta entrevista ao MOSSORO HOJE, Seu João conta que vendeu um boi e partiu com um amigo para o Pará, deixando para trás a mulher e 3 filhos. Não conseguiu realizar o sonho da casa própria garimpando ouro no Pará, mas conseguiu trabalhando aqui mesmo na região "com a glória de Deus e honestidade", diz Seu João, na primeira entrevista, de uma série do PORTAL MOSSORO HOJE, destacando o que foi capaz de fazer para realizar o grande sonho de sua vida. VEJA NA ÍNTEGRA

  O técnico em edificações Luan Carlos da Silva, de 31 anos, residente em Mossoró, diz que teve o pior mês de março de sua vida. E não é para menos. Esteve tão perto da morte em função da covid-19, que acredita ter nascido de novo. Ele relata que durante o tratamento, que ele classifica como sensacional no Hospital São Luiz, abriu a mente para nova perspectiva de vida.
Covid-19: A incrível história de Luan que acredita ter nascido de novo

23/04/2021 11:51

O técnico em edificações Luan Carlos da Silva, de 31 anos, residente em Mossoró, diz que teve o pior mês de março de sua vida. E não é para menos. Esteve tão perto da morte em função da covid-19, que acredita ter nascido de novo. Ele relata que durante o tratamento, que ele classifica como sensacional no Hospital São Luiz, abriu a mente para nova perspectiva de vida.

Adolescente cria máscara biodegradável para facilitar acesso de famílias humildes

22/04/2021 16:56

O projeto desenvolvido pela estudante Lara Bianca Vieira Dias, de 13 anos, da cidade Antônio Martins, no RN, ganhou um prêmio nacional na Feira Brasileira de Ciência e Engenharia da USP (Febrace). Aluna do 9º ano do Ensino Fundamental na Escola Municipal José Inácio de Carvalho, Lara conta que criou a máscara utilizando a fibra caulinar do coqueiro, que geralmente é descartada após a safra, e a resina do cajueiro.


Notas

Posto JP - Maio de 2021

Publicidades