05 MAR 2024 | ATUALIZADO 18:32
MOSSORÓ
ANNA PAULA BRITO
12/04/2019 14:00
Atualizado
22/04/2019 15:29

[OPINIÃO] Descaso da Prefeitura: Cadê meu IPTU que não está aqui?

A+   A-  
Enquanto a prefeitura cobra uma fortuna de IPTU o povo mossoroense não consegue ver onde o seu dinheiro está sendo aplicado.
Imagem 1 -  A cada chuva a população da cidade sofre com novos alagamentos.
A cada chuva a população da cidade sofre com novos alagamentos.
FOTO: CEDIDA

POR ANNA PAULA BRITO

A população de Mossoró vive de pedir explicações a prefeitura sobre o que está sendo feito com o dinheiro arrecadado através do IPTU, já que a cidade está completamente abandonada.

Ruas esburacadas (a gente nem aguenta mais tocar nesse assunto), iluminação pública ineficiente, saúde deficiente e a educação continua com professores em greve, porque a prefeita não aceita nem sequer negociar.

Enquanto isso, os valores cobrados pelo IPTU beiram o absurdo. O cidadão pagava uma taxa média de R$ 170,00 e passou a pagar R$ 700,00 durante a atual gestão, com a desculpa de que os valores estavam desatualizados.

Tudo bem, mais dinheiro arrecadado mais melhorias para a cidade, correto? Errado! Eu tenho até certeza que todo Mossoroense pagaria com gosto se visse a cidade se desenvolvendo e pudesse desfrutar dos benefícios que isso traz.

Contudo, a revolta é saber que o trabalhador tem que desembolsar uma parte do seu dinheiro suado, todos os anos, para um imposto que deveria beneficiá-lo, sem conseguir enxergar um investimento na cidade.

O saquinho de promessas e desculpas da prefeitura já está transbordando, exatamente como as ruas de Mossoró, após as chuvas, devido a falta de drenagem adequada para suportá-las.

Enquanto isso, as crateras continuam crescendo, o perigo de transitar na escuridão nunca acaba e a população só pode aguentar firme os transtornos e ficar cobrando por algo que é um direito seu e obrigação do poder público, coisa que além de cansativa é uma falta de respeito com quem trabalha e paga seus impostos em dia.

Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário