22 FEV 2020 | ATUALIZADO 22:16
POLÍCIA

Polícia registra dois homicídios em Mossoró nesta sexta-feira, dia 24

Primeiro foi no Loteamento Alto das Brisas e o segundo no assentamento Pomar, que fica dentro do complexo de Maisa, distante cerca de 30 km da área urbana de Mossoró
25/01/2020 08:39
Atualizado
27/01/2020 18:44
A+   A-  
Imagem 1 -  Francisco Chiclete sofreu tiros e chegou a correr, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no Assentamento Pomar, na noite desta sexta-feira, 24
Francisco Chiclete sofreu tiros e chegou a correr, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no Assentamento Pomar, na noite desta sexta-feira, 24
FOTO: MARCELINO NETO/O CAMERA

No final da tarde desta sexta-feira, 24, o corpo de um homem ainda não identificado foi encontrado no loteamento Alto das Brisas, que fica às margens da BR 110, saída para Areia Branca/RN.

Durante à noite deste dia 24, o agricultor Francisco Damião da Silva, de 44 anos, conhecido por Chiclete, foi morto a tiros na Vila Pomar, que faz parte do complexo de 11 assentamentos da comunidade da Maísa.

No Alto das Brisas, o delegado Leonardo Germano, da Divisão de Homicídios, esteve no local. Ao lado do corpo, que tinha duas perfurações de tiros, havia um revólver com todas as munições intactas.

Após a perícia no local, o corpo foi removido para exames mais apurados na sede do ITEP, onde deve acontecer a identificação oficial através das digitais ou por reconhecimento dos familiares.

A vítima é Pedro Augusto Figueiredo, de 49 anos, residente no Alto da Pelônia.

Já na Maisa, o site O Câmera relata que a vítima Francisco Chiclete estava conversando com um amigo, quando dois homens se aproximaram num motocicleta e ficaram observando eles.

Depois um desceu e se aproximou. O que havia ficado na moto determinou: "queima!" Francisco Chiclete correu, mas foi baleado e terminou morrendo cerca de 60 metros do local, perto de uma cerca. 

O corpo também foi removido para exames na sede do ITEP, em Mossoró. Os primeiros levantamentos no local foram feitos pelos agentes da Delegacia de Plantão, que serão repassados, em forma de relatório, para a Divisão de Homicídios.

Nos dois casos, os policiais disseram saber poucas informações sobre motivação ou autoria. O número para passar informações a respeito dos dois casos é 181. Não precisa se identificar.

Notas

Agradecimento TOP

Publicidades

Bolsas 100% MOSSORÓ

Outras Notícias

Deixe seu comentário