07 JUN 2020 | ATUALIZADO 16:10
VARIEDADES
ANNA PAULA BRITO
14/05/2020 15:49
Atualizado
15/05/2020 08:45

Profissionais encontram na pandemia oportunidades de se reinventarem

A+   A-  
O MOSSORÓ HOJE conversou com Flauber Felipe, Ícaro Thiago, Aparecida Souza e Anderson Buxexa. Eles trabalham em áreas afetadas pela pandemia. Apesar das dificuldades, encontraram no isolamento social uma oportunidade de driblar a crise e investir em novos negócios; Confira
Imagem 1 -  Profissionais encontram na pandemia oportunidades de se reinventarem. O MOSSORÓ HOJE conversou com Flauber Felipe, Ícaro Thiago, Aparecida Souza e Anderson Buxexa. Eles trabalham em áreas afetadas pela pandemia. Apesar das dificuldades, encontraram no isolamento social uma oportunidade de driblar a crise e investir em novos negócios; Confira
Profissionais encontram na pandemia oportunidades de se reinventarem. O MOSSORÓ HOJE conversou com Flauber Felipe, Ícaro Thiago, Aparecida Souza e Anderson Buxexa. Eles trabalham em áreas afetadas pela pandemia. Apesar das dificuldades, encontraram no isolamento social uma oportunidade de driblar a crise e investir em novos negócios; Confira
FOTO: CEDIDAS

É inegável que a pandemia causada pelo novo coronavírus afetou fortemente os empresários de diversos ramos. Muitos deles viram suas receitas caírem pela metade e outros totalmente, com direito a portas fechadas por tempo indeterminado.

Mas alguns deles, por outro lado, buscaram enxergar além das dificuldades e viram no isolamento social uma oportunidade de driblar a crise e investir em novos negócios.

Com a proibição de sair de casa e sem poder assistir shows ao vivo, os Mossoroense estão aproveitando as famosas “Lives”, promovidas pelos artistas preferidos, para se distraírem na quarentena.

Flauber Felipe e Ícaro Thiago, viram nesse momento uma maneira de ganhar dinheiro sem sair de casa. Foi o momento em que surgiu a Companhia do Petisco.

Flauber, que é terapeuta ocupacional, conta que percebeu que algumas pessoas sempre se organizavam em casa para assistir as Lives e beber um pouco, então pensaram em oferecer a elas opções de petiscos para acompanhar o momento.

“Mesmo que seja algo intimista, sempre tem aquele momento em família ou a dois. Ícaro [sócio de ele] então deu a ideia de fazermos tábuas de frios e divulgar entre os amigos, para ver se alguém se interessava”, conta.

Ele explica que apenas uma unidade foi vendida no primeiro final de semana, mas que insistiram na ideia e o negócio foi caminhando.

“No segundo [final de semana], tentamos mais uma vez e o número já aumentou. Então, pensamos em acrescentar no cardápio alguns petiscos diferenciados, que também fazíamos para os recebes entre amigos”.

Flauber explica que ele e o sócio nunca tinham pensado em fazer algo do tipo, a ideia surgiu durante o período de isolamento, mas que pensam em estender “quando tudo isso passar”.

Um mês depois de iniciar as vendas, a petiscaria já conta com um cardápio composto por antepastos, batatas recheadas, pudim de cream cheese e, claro, a tradicional tábua de frio.

Ícaro, por outro lado, que além de sócio de Flauber na petiscaria também é sócio-proprietário de uma agência de comunicação, resolveu ir ainda mais além.

Ele explica que viu sua receita com publicidade cair bruscamente por conta da pandemia. Apaixonado por flores, conta que há muito anos sonhava em abrir um ateliê floral junto com a mãe, Aparecida Souza, mas que ainda não tinham parado para investir no novo negócio.

Em virtude da crise, os dois resolveram dar o pontapé inicial para abertura do Ateliê Floreale.

“Contínuo como sócio em uma agência de comunicação da cidade. Mas esse é um segmento que tem perdido muito com a pandemia. Infelizmente, os pequenos e médios empresários não estão conseguindo manter os investimentos em comunicação. Em virtude dessa crise, apressamos um pouco a abertura do Ateliê, também para oferecer uma maneira diferente para presentear e homenagear aqueles que amamos nesse período de Pandemia”.

Ele explica que a ideia inicial era abrir para o Dia das Mães, mas que como não foi possível reformar um espaço da casa onde pretende manter o ateliê, conseguiu divulgar e vender apenas alguns presente para amigos mais próximo.

A ideia agora, segundo Ícaro, é intensificar a divulgação e as vendas como opções de presentes para o Dia dos Namorados, no próximo dia 12 de junho.

Já o empresário Anderson Buxexa, conhecido em Mossoró por sua festas e por comandar um hotel renomado na cidade, teve que fechar as portas de sua casa de shows e ficou operando o hotel com apenas 20% da sua capacidade.

Como alternativa à crise, resolveu investir no dom de fazer hambúrguer artesanal e abriu a Buxexa Burguer.

Ele conta que nunca teve pretensão de investir nesse ramo que, inclusive, é totalmente diferente dos outros dois ramos que ele já atuava.

“Eu comecei em casa, na área. A princípio eu fiz pra minha esposa e para minha avó, que a gente mora junto, e o sabor ficou incrível. Eu nunca pensei em colocar uma hamburgueria, totalmente diferente do que eu tava fazendo. Então foi uma coisa totalmente nova, foi totalmente sem pretensão nenhuma, mas como eu fiz aqui em casa e o sabor ficou muito bom, eu comecei a entregar a alguns amigos meus e a resposta deles foi muito boa”. disse.

Buxexa conta que começou de verdade em uma quarta-feira e que na quinta já conseguiu vender 40 unidades.

“A princípio a gente ia fazer só no domingo, que o pessoal gosta muito de comer fora no domingo, mas ficaram pedindo no sábado, aí abrimos no sábado, pediram na sexta, então a gente abriu na sexta e aí hoje estamos fechando apenas na terça e quarta”.

Ele ainda conta que teve que modificar o local de produção, visto que mora em um condomínio e que a demanda estava crescendo.

“Transferimos pro hotel, em um local muito restrito, que não tem contato com pessoas e como eu já trabalho lá, a gente tem total apoio para fazer as operações com segurança dos sanduíches”.

Segundo ele, o feedback tem sido muito bom e ele pretende manter a hamburgueria em funcionamento após a pandemia. Inclusive, já recebeu propostas para abrir franquias em outros municípios do estado.

Os interessados em conhecer mais sobre os três empreendimentos podem entrar em contato com eles pelas redes sociais:

@companhiadopetisco

@floreale.decor

@buxexaburgueroficial

Diante das dificuldades, se reinventar nem sempre é fácil ou possível, mas conhecer histórias de quem correu atrás e está fazendo acontecer é gratificante e motivador. E você, o que está fazendo para manter-se na ativa nesta crise?


Notas

Compra Notebook

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário