26 NOV 2020 | ATUALIZADO 18:31
ESTADO
27/06/2020 16:17
Atualizado
27/06/2020 17:58

Vereadores se dão aumento generoso e dobram o salário do prefeito em Patu-RN

A+   A-  
Decisão foi tomada na noite do dia 24 e na manhã do dia 25 a vereadora Kaká de Bodin, única presente a sessão que foi contra, publicou um vídeo desafiando o prefeito a não sancionar o projeto alegando a pandemia do novo coronavirus e a crise financeira do momento
Imagem 1 -  Decisão foi tomada na noite do dia 24 e na manhã do dia 25 a vereadora Kaká de Bodin, única presente a sessão que foi contra, publicou um vídeo desafiando o prefeito a não sancionar o projeto alegando a pandemia do novo coronavirus e a crise financeira do momento
Decisão foi tomada na noite do dia 24 e na manhã do dia 25 a vereadora Kaká de Bodin, única presente a sessão que foi contra, publicou um vídeo desafiando o prefeito a não sancionar o projeto alegando a pandemia do novo coronavirus e a crise financeira do momento

Os vereadores de Patu-RN aprovaram por 5 x 1 no dia 24 de junho um aumento generoso para eles próprios e dobraram o valor do salário do prefeito e do vice-prefeito do município nos próximos 4 anos.

O benefício para os eleitos e reeleitos da próxima eleição, que deve acontecer em novembro. Este tipo de aumento está previsto na Constituição Federal e não ocorre em Patu desde 2012. 

Entretanto, considerando a queda brusca na arrecadação, a necessidade extrema de recursos para o enfrentamento a pandemia do novo coronavirus, o aumento figura como imoral para o eleitor.  

Na votação online no dia 24, dos seis presentes apenas a vereadora Kaka de Bodin, que é pré candidata a prefeita pelo PL, entendeu assim. Ao menos agora. É que antes Kaká de Bodin defendia aumento no salário.  Votam pela aprovação: Suetônio, Thiago, Roberta, Lucélia e Moura da Saúde. Não compareceram os vereadores Rodolfo Maia, Alexandre Beka e Resenildo.

Na manhã do dia 25, a vereadora Kaka de Bodim divulgou vídeo com seu protesto e desafiando o prefeito Rivelino Câmara a não sancionar o projeto aprovado por 8 dos 9 vereadores do município. 

Confira


Pelo projeto aprovado, o salário dos vereadores aumenta de R$ 3.940,14 para R$ 5.200,00, o Presidente da Câmara que recebe R$ 6.567,08 receberá R$ 8.666,32, na próxima legislatura.

Já os salários dos Secretários Municipais saem de R$ 3.150,00 e passam para R$ 4.500,00.

O Vice-Prefeito deixará de receber R$ 5.000,00 para receber R$ 10.000,00.

O prefeito também terá reajuste de 100%, deixando de receber R$ 10.000,00 para receber R$ 20.000,00.

O aumento significa um impacto de R$ R$ 1.904.662,24 nos cofres públicos do município, ao fim dos mandatos dos próximos 4 anos.


O que diz o prefeito

Em contato com o MOSSORÓ HOJE o prefeito Rivelino Câmara sinalizou que vai sancionar o projeto. Ele confirmou que o último aumento dado ao vereador, secretário, vice-prefeito e prefeito foi em 2012.

Disse que de fato reconhece a questão da pandemia, das dificuldades enfrentadas, mas que realiza uma gestão com preocupação com o patuense, tendo desenvolvido um trabalho que afasta o vírus da cidade.

Câmara destacou que várias cidades já votaram aumento dos prefeitos, vereadores, vice-prefeito e secretários. É que isto precisa acontecer 90 dias antes da eleição. “Aqui os salários precisavam do reajuste”, diz.

O desafio de Kaká de Bodim, que é pré-candidata a prefeita de Patu, foi aceito pelo prefeito Rivelino Câmara, que é candidato a reeleição. O projeto foi sancionado nesta sexta-feira, dia 26.

Notas

AME

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário