20 SET 2020 | ATUALIZADO 20:00
POLÍTICA
CEZAR ALVES
30/07/2020 09:20
Atualizado
30/07/2020 09:23

Claudia Regina defende projeto de gestão continuada para o município de Mossoró

A+   A-  
Ex-prefeita exemplifica a Base Integrada Cidadã como um dos projetos iniciados em sua gestão, no ano de 2013, que foram encerrados por gestões posteriores, no caso, por Rosalba Ciarlini no início de 2017, quando assumiu. “Sempre foi a favor de um trabalho de planejamento municipal a longo prazo, e ainda com mais veemência nos últimos anos”, diz
Imagem 1 -
FOTO: REPRODUÇÃO

A pré-candidata Cláudia Regina defende que seja implantado em Mossoró um projeto coletivo que, além de suprapartidário, ultrapasse o período eleitoral e se estenda pelos próximos anos. É contra a gestão que assume e desfaz, por interesses politiqueiros, tudo que o antecessor estava fazendo, inclusive de alto interesse social.

A ex-prefeita disse que sempre foi a favor de um trabalho de planejamento municipal a longo prazo, e ainda com mais veemência nos últimos anos, observando as necessidades extremas em praticamente todos os setores da Administração Pública Municipal.

“Quando fui eleita Prefeita, as pessoas me deram a missão de gerir a cidade, essa grande casa onde moramos todos nós. Estabelecemos metas trimestrais que guiaram o governo a, por exemplo, criar a UTI Pediátrica, a Base Integrada Cidadã do Santo Antônio, a trazer a AeC, a urbanizar a comunidade do Tranquilim, a executar o Saneamento Integrado, o Plano de Enfrentamento à Seca e diversas outras ações que nos deram mais de 70% de aprovação. Tudo isso em 11 meses. Foi apenas o início de um cronograma de trabalho estratégico para Mossoró”, explica Cláudia Regina, que administrou Mossoró no período de 11 meses de 2013.

Claudia Regina revela que para os próximos anos é preciso renovar o plano. E no caso dela, “o plano está atualizado. Os problemas de ontem não foram resolvidos, alguns se aprofundaram, e a população continua repetindo as mesmas cobranças nos últimos 8 anos, sofrendo as consequências da inércia das gestões”, acrescenta.

Com formação em direito e servidora pública estadual, Claudia Regina disse que tem conversado com a população. “Tenho ouvido o povo de todos os bairros, recebido ligações de amigos da zona rural, representantes de instituições, de segmentos organizados e é uníssono o pedido das pessoas por reajustes imediatos na estrutura municipal de Saúde, de Segurança e de geração de Emprego e Renda”.

Claudia Regina finaliza dizendo que “o momento atual me dá a segurança jurídica necessária para ser votada e me legitima a buscar ser um elo entre o clamor da população, as inteligências que podem ampliar o planejamento Municipal que iniciamos em 2013 e todos os que, discordando da atual gestão mossoroense, estão dispostos a seguir um caminho alternativo de reconstrução e desenvolvimento da cidade”.


Notas

AME

Outras Notícias

Deixe seu comentário