01 OUT 2020 | ATUALIZADO 18:26
POLÍCIA
Com informações de O Câmera e PM
07/08/2020 07:46
Atualizado
07/08/2020 07:46

Franjinha é morto a tiro na região leste da cidade de Mossoró

A+   A-  
Trata-se da ocorrência de número 105 de conduta violenta letal e intencional ocorrida no município de Mossoró neste ano de 2020; policiais desconfiam que tenha sido motivado pela guerra de facções pelo domínio do tráfico na região
Imagem 1 -  Vítima de 31 anos estaria pilotando um motocicleta quando teria sido baleado e caído na calçada de uma residência, onde teria sido executado com 2 tiros na cabeça; o caso deve CVLI 105 este ano em Mossoró deve ser investigado pela Divisão de Homicídios
Vítima de 31 anos estaria pilotando um motocicleta quando teria sido baleado e caído na calçada de uma residência, onde teria sido executado com 2 tiros na cabeça; o caso deve CVLI 105 este ano em Mossoró deve ser investigado pela Divisão de Homicídios
Foto: Marcelino Neto/Passando na Hora

A Polícia Militar registrou na noite desta quinta-feira, 6, mais uma ocorrência de Conduta Violenta Letal e Intencional, no município de Mossoró-RN, Oeste do Rio Grande do Norte. 

O assassinato aconteceu por volta das 21 horas na Rua Rafael Mossoroense da Glória, nas imediações da praça do Bairro Dom Jaime Câmara, região leste da cidade de Mossoró-RN.

A vítima Cleilson Oliveira Silva, conhecido no mundo do crime por Franjinha, de 31 anos (ex-presidiário), pilotava uma motocicleta quando foi abordado pelos atiradores.

A equipe de perícia criminal, que esteve no local para remover o corpo e iniciar as investigações junto com a Polícia Civil, acredita que a vítima foi baleada em movimento.

A perícia visualizou ainda no local cinco perfurações no corpo da vítima, sendo duas na cabeça. Neste caso, a possível deduzir que a vítima foi derrubada a tiros e depois executado.

O site O Câmera, editado por Marcelino Neto, destaca um fato curioso. Os policiais e peritos não encontraram documentos junto ao corpo da vítima, porém foi deixado a carteira de cédulas da vítima em cima da carroceria do rabecão do ITEP.

Suposições – Os policiais civis que foram acionados ao local, após conversar com policiais militares e moradores, relataram que a região é disputada por duas facções criminosas e que possivelmente o assassinato tem relação. O caso será investigado pela Divisão de Homicídios e de Mossoró-RN.


Notas

AME

Outras Notícias

Deixe seu comentário