30 SET 2020 | ATUALIZADO 17:27
VARIEDADES
09/08/2020 12:47
Atualizado
09/08/2020 12:49

Exercer a paternidade ensinando filhos em casa é lição que fica

A+   A-  
Com as escolas fechadas, prova é para os pais que tiram 10 em exemplo. O engenheiro Nixon Carvalho, 47, pai do Tiago e do Felipe, de 7 e 9 anos, acredita que todo pai deve contribuir para a formação do caráter de seus filhos e, para ele, esse é um dos principais desafios da paternidade.
Imagem 1 -
FOTO: CEDIDA

Uma lição que veio para todos os pais nessa pandemia do novo coronavírus foi a tarefa de conciliar as suas atividades habituais com as aulas dos filhos.

Diante das novas circunstâncias na área da educação impostas pela pandemia, as aulas em casa tornaram-se um desafio para os pais que precisaram aprender a lidar com a divisão das atividades do seu trabalho e escolares dos filhos.

Mas é em casa que a criança deve aprender bons exemplos e, na divisão das tarefas, tem muito paizão ensinando a importância de estar junto à família nesse momento importante.

O engenheiro Nixon Carvalho, 47, pai do Tiago e do Felipe, de 7 e 9 anos, acredita que todo pai deve contribuir para a formação do caráter de seus filhos e, para ele, esse é um dos principais desafios da paternidade.

“Tem um esforço grande de formar homens, falando no meu caso, já que sou pai de meninos. Homens que terão responsabilidade e serão cuidadosos com a esposa, filhos e a sociedade. Formar homens que serão decentes no trabalho, que vão olhar para o que têm no serviço e respeitarão a empresa, fazendo o seu melhor”, defende Nixon.

Nixon defende que esse papel não deve ser delegado somente às escolas, mas dividido com as famílias, como ele pontua: “A formação do caráter das crianças vem do pai e da mãe. Não podemos, na minha opinião, deixar que isso seja de responsabilidade da escola, que deve exercer o papel acadêmico”, completa Nixon.

Quem também concorda que o momento é realmente desafiador é o psicólogo Larodi Bezerra. Para ele, a situação traz possibilidade de ganhos para as famílias.

“Coisas boas também estão acontecendo nesta pandemia. Mesmo à distância, os pais estão tendo que se aproximar mais da escola, dos professores e dos filhos”, argumenta.

Notas

AME

Outras Notícias

Deixe seu comentário