22 OUT 2020 | ATUALIZADO 18:53
VARIEDADES
25/08/2020 10:21
Atualizado
25/08/2020 10:21

Entidades promovem debate sobre reviravolta na eleição para reitoria da Ufersa

A+   A-  
A live Intitulada de “O golpe de 1991 e o Golpe de 2020 na Ufersa – o que a história nos tem a dizer” acontecerá nesta quarta-feira (26), por meio do youtube do Sintest, e terá como debatedores o professor José Torres e o professor Rodrigo Codes, ambos ba Ufersa, e o professor Paulo Sidney, do IFRN
Imagem 1 -
FOTO: REPRODUÇÃO

SINTEST, DCE-Romana Barros e Adufersa promovem na próxima quarta-feira (26), a partir das 19h, um debate virtual sobre as escolhas dos reitores, que desrespeitam a decisão da maioria da comunidade acadêmica da Ufersa, nos anos de 1991 e agora em 2020.

Intitulada de “O golpe de 1991 e o Golpe de 2020 na Ufersa – o que a história nos tem a dizer” a live terá como debatedores o professor José Torres e o professor Rodrigo Codes, ambos ba Ufersa, e o professor Paulo Sidney, do IFRN.

Em 1991 o professor José Torres foi eleito Reitor da ESAM e viu uma manobra política retirá-lo do cargo. O mesmo aconteceu este ano com Rodrigo Codes, primeiro colocado da lista tríplice pela comunidade acadêmica, em junho deste ano.

Já o professor Paulo Sidney era era estudante da Ufersa em 1991 e participou ativamente do movimento contrário ao Golpe da época.

O debate será transmissão ao vivo pelo canal do Sintest no Youtube. De acordo com o sindicato, “a live acontece em um dos momentos mais difíceis na história recente da universidade, com a nomeação para a Reitoria de um nome derrotado nas urnas, desrespeitando assim a comunidade acadêmica e a democracia interna da Ufersa”.

Ainda segundo o sindicato, o debate buscará trazer reflexões sobre o golpe realizado em 1991, avaliando as consequências dessa experiência e o que fazer para impedir que a história se repita em 2020.


Notas

AME

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário