30 SET 2020 | ATUALIZADO 18:42
SAÚDE
14/09/2020 08:19
Atualizado
14/09/2020 08:22

Dermatologista explica as principais doenças e os cuidados para manter as unhas saudáveis

A+   A-  
“Unhas amareladas podem indicar vários tipos de problemas, desde infecção por fungos, psoríase, diabetes ou manchas provocadas pela fumaça do cigarro, no caso de fumantes, por exemplo”, explica a médica dermatologista Drª Mirella Fulco
Imagem 1 -
FOTO: REPRODUÇÃO

Cuidar das unhas vai muito além de estética e não é exclusividade das mulheres. Problemas de saúde graves são capazes de alterar o processo de crescimento e desenvolvimento das unhas. A médica dermatologista do Hapvida, Drª Mirella Fulco explica algumas tipos de enfermidades.

“Unhas amareladas podem indicar vários tipos de problemas, desde infecção por fungos, psoríase, diabetes ou manchas provocadas pela fumaça do cigarro, no caso de fumantes, por exemplo”.

Além disso, unhas que quebram ou lascam facilmente, normalmente, estão relacionadas com o envelhecimento natural ou com o excesso de manicure. Porém, também podem ser sinal de deficiência de vitamina A, B ou C, uma vez que são responsáveis por produzir uma proteína que confere força à elas.

Segundo a dermatologista, manchas esbranquiçadas podem representar traumas, possivelmente causadas por alergias a medicamentos, pancadas ou lesões como bater com a unha na parede ou retirar cutículas, ou ainda carência de alguns minerais.

De acordo com a especialista, a retirada completa da cutícula é extremamente danoso, pois elas são a proteção e hidratação das unhas.

A utilização excessiva do álcool em gel, imprescindível para limpeza das mãos e combate ao coronavírus, pode danificar, desidratar ou irritar as pontas dos dedos, por isso é fundamental que o indivíduo “aumente a hidratação dessa região”, finaliza.


Notas

AME

Outras Notícias

Deixe seu comentário