30 OUT 2020 | ATUALIZADO 08:15
POLÍCIA
20/09/2020 21:23
Atualizado
21/09/2020 08:57

Deputado acusa falsamente o governo do PT de pagar por obra não realizada no Ceará

A+   A-  
Governo do Ceará e Construtora CLC, de Mossoró-RN, mostram documentos de que o deputado André Fernandes (foto) mais uma vez mentiu em videos divulgados em suas redes sociais; Ele já responde a 11 processos por divulgar notícias falsas e atualmente está suspenso de suas atividades na Assembleia Legislativa do Ceará
Imagem 1 -  Governo do Ceará e Construtora CLC, de Mossoró-RN, mostram documentos de que o deputado André Fernandes (foto) mais uma vez mentiu em videos divulgados em suas redes sociais; Ele já responde a 11 processos por divulgar notícias falsas e atualmente está suspenso de suas atividades na Assembleia Legislativa do Ceará
Governo do Ceará e Construtora CLC, de Mossoró-RN, mostram documentos de que o deputado André Fernandes (foto) mais uma vez mentiu em videos divulgados em suas redes sociais; Ele já responde a 11 processos por divulgar notícias falsas e atualmente está suspenso de suas atividades na Assembleia Legislativa do Ceará
Reprodução

O deputado estadual André Fernandes de Moura (sem partido),  do Estado do Ceará, está divulgando mais uma notícia falsa em suas redes sociais (Veja lista AQUI).

Desta vez está acusando falsamente o governo Camilo Santana, do PT, de ter pago mais de R$ 16.520.238,56 milhões a Construtora CLC, de Mossoró-RN, por uma obra que não foi realizada.

Confira o vídeo.


André têm 22 anos e é evangélico. Aliás, foi através deste seguimento religioso e surfando na onda Bolsonaro, pelo PSL, que em 2018 se elegeu deputado mais novo do Pais com 109.142 votos.

Antes de ser deputado, André alega que era Youtuber, com milhares de seguidores nas redes sociais. Ficou conhecido por seus ataques, quase sempre com dados falsos, durante o impeachment de Dilma Rousseff, em 2016.

Veiculando informações falsas e mirando a honra e a imagem de políticos adversários, André Fernandes coleciona processos e condenações. São 11 no Tribunal de Justiça do Ceará e vários na Assembleia Legislativa.

Inclusive, está afastado de suas funções na Assembleia Legislativa do Ceará por 30 dias, por fazer denuncia falsa no Ministério Público e vazar a informação como verdadeira na imprensa . Ele também tem condenações na Justiça.

O deputado diz que saiu do PSL para acompanhar Bolsonaro no Aliança Pelo Brasil. Ele também enfrenta problemas por divulgar informações falsas durante a pandemia, inclusive replicada pelas redes sociais do presidente Bolsonaro.

Neste final de semana, o deputado André Fernandes foi até a rodovia 065, no município de Palmácia (CE), e gravou o vídeo com informações falsas e novamente as publicou como sendo verdadeira. Desta vez, além de atingir o Governo Camilo Santana, acerta em cheio a CLC.

Novamente, o Governo do Estado do Ceará informou que vai processa-lo. A imprensa, o Governo divulgou que não existe qualquer erro nos contratos e serviços realizados para recuperar  a malha viária do Estado do Ceará.

Explicou que a CLC venceu a licitação seguindo todos as exigências previstas em lei para recuperar alguns trechos de rodovias estaduais no Ceará, entre estas a CC 065, em Palmácia.

Entretanto, o próprio governo pediu que não fizesse a obra agora, pois havia erros no projeto. A CLC concentrou os trabalhos na recuperação das rodovias de Ererê, Morada Nova, Pico Alto, Assunção e Guaramiranga, que faz parte do mesmo contrato.

Após concluir estas rodovias, foi feito as medicações e recebeu o pagamento do Governo do Estado no valor de R$ 16.520.238,56, e aguarda as ordens de serviços para fazer as outras duas rodovias do contrato, contemplando Palmácia e Baturité.


Em contato com o MOSSORO HOJE, a CLC confirmou as informações do Governo do Estado do Ceará e no final da tarde deste domingo, 20, divulgou um vídeo mostrando a documentação comprovando o fake news de André Fernandes.

Confira o vídeo.


Sobre o deputado André Fernandes, a diretoria da CLC informou que nesta segunda-feira, 21, vai aciona-lo criminalmente na Justiça do Estado do Ceará, assim como o Governo Cearense também o fará.


Notas

AME

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário