05 DEZ 2020 | ATUALIZADO 08:58
VARIEDADES
21/10/2020 12:07
Atualizado
21/10/2020 13:16

CBMRN adota dois cães para ajudar na busca e resgate de vítimas no Estado

A+   A-  
Fênix e Lia são da raça labrador e têm três meses de vida; Eles iniciarão um intenso treinamento e, após adestrados, passarão a fazer parte da rotina da corporação; A chegada dos cães é um marco para o Corpo de Bombeiros Militar do RN. Até então nunca teve essa figura tão importante para auxiliar os militares nas buscas por pessoas perdidas”, disse o comandante-geral do CBMRN, coronel Monteiro Júnior.
Imagem 1 -  Fênix e Lia são da raça labrador e têm três meses de vida; Eles iniciarão um intenso treinamento e, após adestrados, passarão a fazer parte da rotina da corporação; A chegada dos cães é um marco para o Corpo de Bombeiros Militar do RN. Até então nunca teve essa figura tão importante para auxiliar os militares nas buscas por pessoas perdidas”, disse o comandante-geral do CBMRN, coronel Monteiro Júnior.
Fênix e Lia são da raça labrador e têm três meses de vida; Eles iniciarão um intenso treinamento e, após adestrados, passarão a fazer parte da rotina da corporação; A chegada dos cães é um marco para o Corpo de Bombeiros Militar do RN. Até então nunca teve essa figura tão importante para auxiliar os militares nas buscas por pessoas perdidas”, disse o comandante-geral do CBMRN, coronel Monteiro Júnior.
FOTO: DIVULGAÇÃO/CBMRN

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio Grande do Norte (CBMRN) adquiriu, na terça-feira (20), dois cãezinhos que a partir de agora integrarão a Corporação. Após treinamento e adestramento que serão realizados por bombeiros militares especializados, os filhotes da raça labrador atuarão na busca e resgate de vítimas. A formação dos dois binômios (homens/cães) será um marco na história da Instituição.

“Estamos sempre buscando melhorar a nossa estrutura. A chegada dos cães é um marco para o Corpo de Bombeiros Militar do RN. Até então nunca teve essa figura tão importante para auxiliar os militares nas buscas por pessoas perdidas em matas e por vítimas sob escombros causados por desabamentos ou soterradas em deslizamentos. Os novos ‘cãobatentes’ serão essenciais nesse trabalho”, comemorou o comandante-geral do CBMRN, coronel Monteiro Júnior.

O comandante-geral ainda comentou sobre o papel importante da veterinária Cristiana Ferreira, que está acompanhando e dando o suporte necessário para os cães. “A nossa Instituição agradece todo o apoio e dedicação da veterinária Cristiana, que teve grande importância em todo esse processo”, agradeceu.

Os animais desembarcaram ontem do Paraná e têm 3 meses de vida. Eles passarão por um intenso treinamento sob os comandos do Capitão Moisés e do Sargento Braga, que possuem o Curso de Cinotecnia, realizado no Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Santa Catarina.

“Realizaremos os treinamentos iniciais aqui mesmo na Primeira Seção de Bombeiros. No decorrer do treinamento, os ambientes nos quais os cães irão atuar no futuro já serão apresentados para que eles tenham segurança na execução da missão de salvar vidas. Vale a pena salientar que, nas buscas por pessoas perdidas em ambientes rurais, um cão equivale ao trabalho realizado por 30 bombeiros. Tudo fazendo o uso em sua capacidade olfatória”, explicou o capitão Moisés, comandante da 1ª Seção de Bombeiros.


Notas

AME

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário