04 MAR 2021 | ATUALIZADO 09:43
POLÍTICA
CEZAR ALVES
22/01/2021 18:40
Atualizado
23/01/2021 09:16

Com decisão do TRE, Beto Rosado perde o mandato e Mineiro assume

A+   A-  
Decisão por 3 x 2 indeferiu o registro de candidatura de Kériclis Ribeiro, fazendo a coligação de Beto Rosado, do PP, perder 8.992 votos, ficando assim com 302. 366, abaixo do quantitativo conquistado pela coligação de Mineiro, do PT, que foi 310.001.
Imagem 1 -  Com decisão do TRE, Beto Rosado perde o mandato e Mineiro assume. Decisão por 3 x 2 indeferiu o registro de candidatura de Kériclis Ribeiro, fazendo a coligação de Beto Rosado, do PP, perder 8.992 votos, ficando assim com 302. 366, abaixo do quantitativo conquistado pela coligação de Mineiro, do PT, que foi 310.001.
Com decisão do TRE, Beto Rosado perde o mandato e Mineiro assume. Decisão por 3 x 2 indeferiu o registro de candidatura de Kériclis Ribeiro, fazendo a coligação de Beto Rosado, do PP, perder 8.992 votos, ficando assim com 302. 366, abaixo do quantitativo conquistado pela coligação de Mineiro, do PT, que foi 310.001.
FOTO: REPRODUÇÃO

O deputado federal Beto Rosado, do PP, de Mossoró-RN, deve perder o mandato e Fernando Mineiro, do PT, de Natal, deve assumir nos próximos dias.

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte decidiu por 3 votos a 2, nesta sexta-feira, 22, por indeferir o registro de candidatura a deputado federal de Kériclis Alves Ribeiro.

Com a decisão, a somatório dos votos da coligação de Beto Rosado cai de 311.356 para 302.366, sendo assim menos do que a coligação de Mineiro, que conseguiu 310.001 votos.

Diante da decisão, Beto Rosado perde o mandato e a Justiça Eleitoral deve diplomar e empossar Mineiro no cargo de deputado federal por dever de justiça.

Mineiro, inclusive, havia conquistado na eleição de 2018 mais de 98 mil votos, enquanto Beto Rosado havia conseguido pouco mais de 70 mil votos.

A governadora Fátima Bezerra viu como uma vitória da democracia. "A justiça foi feita! O mandato de deputado federal foi devolvido ao companheiro Fernando Mineiro.   O Rio Grande do Norte recebe de volta um deputado sério, dedicado e comprometido.  Valeu a luta!", escreveu a governadora.

Para o senador Jean Paul Prates, do PT, “Foi feita a Justiça! A devolução do mandato de Mineiro é uma vitória para o povo potiguar e um grande ato de retidão da Justiça Eleitoral do RN. Ficamos muito felizes com o resultado do julgamento e agora teremos mais uma voz que grita pelo povo na Câmara Federal. Parabéns!”, disse em sua conta no Twitter.

A deputada Isolda Dantas, também do PT, relatou: “Por 3 x 2 o TER indeferiu o registro de candidatura de Kerinho. Terá de ser feito o recalculo de votos e Beto Rosado será + um oligarca a cair. Os ventos sopram para que a justiça seja feita e Mineiro seja o deputado federal que o RN precisa e merece”.

A ilegalidade da eleição de Beto Rosado estava patente. Um grupo de 51 advogados já havia apresentado petição mostrando que, na época da eleição, Kerinho era funcionário da Prefeitura de Monte Alegre e não deixou o cargo, como mando a Justiça, para se candidatar, por tanto, para eles, os votos são nulos e Beto Rosado afastado do cargo.

Veja mais:
Beto pode perde vaga na câmara por inelegibilidade de Kerinho nas eleições de 2018


SOBRE MINEIRO
Fernando Wanderley Vargas da Silva é um político brasileiro, ex-deputado estadual pelo PT no estado do Rio Grande do Norte. É também licenciado em Biologia pela a Universidade Federal de Rio Grande do Norte e Professor da Rede Estadual de Ensino. Wikipédia

Nascimento: 6 de dezembro de 1956 (idade 64 anos), Curvelo, Minas Gerais


Notas

Posto JP Fevereiro de 2021

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário