26 SET 2021 | ATUALIZADO 13:50
VARIEDADES
ANNA PAULA BRITO
27/08/2021 18:36
Atualizado
29/08/2021 18:31

Em construção, Memorial de Frei Damião já atrai o turismo religioso para o município de São Miguel

A+   A-  
O templo está sendo construído em um terreno de 10,8 hectares, doado por uma devota de São Miguel. A obra foi iniciada em 2016 e vem sendo totalmente realizada com doações de fiéis. Atualmente o local já está coberto e serão iniciadas as obras do piso. A previsão é que seja concluído nos próximos 4 anos. De acordo com o historiador Renê Guida, que acompanhou a equipe do Mossoró Hoje nesta visita, missas já estão sendo realizadas nos domingos, no local da construção, atraindo fiéis de diversas cidades da região. A expectativa é que o memorial se torne um santuário, após a canonização do Frei Damião.
Imagem 1 -  O templo está sendo construído em um terreno de 10,8 hectares, doado por uma devota de São Miguel. A obra foi iniciada em 2016 e vem sendo totalmente realizada com doações de fiéis. Atualmente o local já está coberto e serão iniciadas as obras do piso. A previsão é que seja concluído nos próximos 4 anos. De acordo com o historiador Renê Guida, que acompanhou a equipe do Mossoró Hoje nesta visita, missas já estão sendo realizadas nos domingos, no local da construção, atraindo fiéis de diversas cidades da região. A expectativa é que o memorial se torne um santuário, após a canonização do Frei Damião.
O templo está sendo construído em um terreno de 10,8 hectares, doado por uma devota de São Miguel. A obra foi iniciada em 2016 e vem sendo totalmente realizada com doações de fiéis. Atualmente o local já está coberto e serão iniciadas as obras do piso. A previsão é que seja concluído nos próximos 4 anos. De acordo com o historiador Renê Guida, que acompanhou a equipe do Mossoró Hoje nesta visita, missas já estão sendo realizadas nos domingos, no local da construção, atraindo fiéis de diversas cidades da região. A expectativa é que o memorial se torne um santuário, após a canonização do Frei Damião.
FOTO: CEZAR ALVES

O município de São Miguel, com cerca de 24 mil habitantes, localizado na região do Alto Oeste do Rio Grande do Norte, será sede de mais uma obra que promete fomentar o turismo religioso no estado.

O memorial de Frei Damião, atualmente em construção no município, já vem atraindo turistas de toda a região, antes mesmo de sua conclusão. Depois de pronto, promete ser mais um dos grandes atrativos religiosos do RN, assim como já acontece em Patu, com o santuário do Lima, e em Santa Rita, onde está localizada a maior estátua religiosa do mundo.

O templo está sendo construído em um terreno de 10,8 hectares, doado por uma devota de São Miguel. Iniciada no ano de 2016, a previsão é que a obra seja concluída nos próximos 4 anos.

De acordo com o historiador Renê Guida, que acompanhou a equipe do Mossoró Hoje nesta visita, além da grandiosidade do templo, a demora na construção se dá devido ao fato dele estar sendo realizado totalmente com verba doada por fiéis.

“Até o último orçamento, o valor total da obra estava em torno de R$ 8 milhões. Tudo vem sendo realizado com dinheiro de fiéis. Doam terreno, doam casa, mandam cavalo, gado e tudo para ser leiloado, sorteado e retirar o dinheiro para fazer a construção deste templo”, conta Renê.

Atualmente, a obra está com paredes levantadas e já foi totalmente coberta. A cobertura, último serviço que foi realizado, foi fruto de uma doação do grupo do café Santa Clara. Agora, segundo o historiador, serão iniciadas as obras do piso.

Renê conta que mesmo sem estar finalizado, o memorial já vem sendo ponto de encontro para inúmeros fiéis.


Aos domingos, a partir das 5h, os alto-falantes instalados no memorial são ligados para tocar músicas do Frei e convidar a população para a missa, que começa sempre às 10h, atraindo público de vários municípios da região.

O historiador acredita que após a conclusão da obra, o memorial tem tudo para atrair muito mais turistas para a região, fomentando a economia.

Lembra, no entanto, que é preciso investimentos dos representantes políticos para, por exemplo, duplicar a RN-177, melhorando o acesso à região.

Renê explica que, um dia, após a canonização do frei, o espaço deixará de ser um memorial e passará a ser o Santuário de Frei Damião.

O pedido de canonização do frei foi aberto no ano de 2013.

DEVOÇÃO A FREI DAMIÃO

Um misto de fé e devoção ligam a população de São Miguel ao Frei Damião. Nascido no ano de 1898, em Bozzano, na Província de Lucca, na Itália, o frei peregrinou, durante 66 anos, por diversas cidades do Nordeste Brasileiro levando a evangelização.

De acordo com Renê Guida, o frei foi a primeira vez no município de São Miguel no ano de 1948. Após isto, realizou visitas constantes à cidade, a cada dois anos.

Hoje, Renê mantém um memorial dentro da cidade, uma espécie de museu, onde guarda peças que foram utilizadas pelo frei durante as visitas à São Miguel. No local existe a cama onde ele dormia, talheres e louças da época, dentre outros objetos.

Após sua morte, no dia 31 de maio de 1997, a população criou um cruzeiro em homenagem ao Frei Damião, no cemitério da cidade, onde sempre nesta data, é celebrada uma missa.

Após a canonização, a previsão é que a data também marque a festa de Frei Damião, que passará a ser realizada no futuro Santuário.


Notas

Posto JP - Maio de 2021

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário