18 JAN 2022 | ATUALIZADO 07:22
ESTADO
30/12/2021 18:11
Atualizado
30/12/2021 18:11

“Hoje voltamos aqui para trazer nossas filhas para conhecer o lugar que fomos salvos”

A+   A-  
A frase é da manauara Keitiane Teixeira do Nascimento. Ela, juntamente com o marido, Robson Sena do Nascimento, foi uma das 52 pacientes transferidas da cidade de Manaus (AM) para o Rio Grande do Norte na crise de oxigênio que o estado do Amazonas inteiro passou em janeiro de 2021. Nesta quinta-feira (30), o casal voltou ao estado, acompanhado das três filhas, para agradecer a equipe do Hospital Giselda Trigueiro, em Natal, pelas suas vidas salvas.
Imagem 1 -
FOTO: DIVULGAÇÃO

O dia amanheceu diferente no Hospital Giselda Trigueiro. Uma visita surpresa deixou toda equipe emocionada. O casal Keitiane Teixeira do Nascimento e Robson Sena do Nascimento, retornaram hoje (30) ao hospital com as três filhas para agradecer pelas suas vidas salvas.

Eles foram os primeiros, dos 52 pacientes, transferidos da cidade de Manaus (AM) para o Rio Grande do Norte na crise de oxigênio que o estado do Amazonas inteiro passou em janeiro de 2021.

“Hoje voltamos aqui para trazer nossas filhas para conhecer o lugar que fomos salvos. Posso dizer que vocês salvaram nossas vidas”, disse emocionada Keitiane Teixeira.

O casal esteve internado em estado grave, diagnosticados com Covid-19, no período de 18 a 29 de janeiro de 2021, quando o sistema de saúde de Manaus colapsou e o Rio Grande do Norte abraçou 52 pacientes oferecendo leito de UTI e todo o acolhimento possível.

"A emoção de recebê-los foi muito grande, porque eles foram os primeiros de Manaus. Chegaram no auge da crise de oxigênio de lá, quando muitas pessoas não tinham como internar no Amazonas como um todo. O Secretário de Saúde, entrou em contato comigo para que pudéssemos aceitar os pacientes e fizemos o possível para recebe-los. Eles chegaram agravados e foram melhorando dia após dia. E hoje eles trouxeram as três filhas para conhecer o lugar que salvou a vida deles e isso nos dá uma felicidade imensa, essa é nossa razão em estarmos aqui”, disse o diretor do hospital Dr. André Prudente.

O Rio Grande do Norte foi um dos estados a prestar solidariedade no enfrentamento da pandemia na cidade de Manaus.

O Governo do Estado assegurou o apoio logístico de ambulâncias, reposição de oxigênio da aeronave para o seu retorno, além de hospedagem dos profissionais e insumos e medicamentos ao Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL) para garantir uma assistência segura e eficaz, além da garantia dos cinco leitos no Hospital Giselda Trigueiro disponibilizados para o atendimento com toda estrutura necessária.


Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário