16 MAI 2022 | ATUALIZADO 18:20
NACIONAL
POR LEANDRO MAZZINI
19/01/2022 08:10
Atualizado
21/02/2022 11:05

[COLUNA ESPLANADA] Investigações sobre ataque hacker ao Ministério da Saúde permanece no limbo

A+   A-  
O ataque hacker que paralisou as plataformas e-SUS Notifica, SI-PNI e ConecteSUS, do Ministério da Saúde já aconteceu há mais de um mês. Embora a pasta posicione que o sistema já foi restabelecido, ainda há instabilidades para o acesso aos dados sobre casos de Covid. Indagado pela Coluna sobre as investigações, o ministério diz que tomou as providências necessárias para abertura de processo junto às autoridades competentes e “que as credenciais de operador são bloqueadas sempre que uma irregularidade é identificada”.
Imagem 1 -
FOTO: REPRODUÇÃO

Coluna Esplanada

Por Leandro Mazzini


BRASÍLIA, QUARTA-FEIRA, 19 DE JANEIRO DE 2022 - Nº 3267

Limbo

Mais de um mês depois do ataque hacker que paralisou as plataformas e-SUS Notifica, SI-PNI e ConecteSUS, do Ministério da Saúde, as investigações permanecem no limbo. Embora a pasta posicione que o sistema já foi reestabelecido, ainda há instabilidades para o acesso aos dados sobre casos de Covid. Indagado pela Coluna sobre as investigações do ataque, o ministério diz que tomou as providências necessárias para abertura de processo junto às autoridades competentes e “que as credenciais de operador são bloqueadas sempre que uma irregularidade é identificada”.

GSI

Acionado pelo Ministério da Saúde logo após a detecção do ataque, o GSI (Gabinete de Segurança Institucional) se limita a posicionar que o órgão apenas normatiza a Segurança da Informação no âmbito da Administração Pública Federal: “Nesse caso, as investigações estão sob responsabilidade da Polícia Federal”.

STF

Procurada pela Coluna, a PF diz não comentar investigações em andamento. Está sobre a mesa do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, pedido da oposição de investigação do ministro Marcelo Queiroga por conta do apagão de dados.

Lenha

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), recorreu ao tom de pré-candidato ao não colocar lenha na fogueira de provocações do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), sobre os preços de combustíveis.

Ignorado

Aliado e entusiasta da reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL), Lira cobrou do Senado a votação de projeto – aprovado pela Câmara – que muda o cálculo da tributação. Pacheco, apoiado e orientado pelos colegas, ignorou o presidente da Câmara e posicionou que o Senado fará sua parte votando, em fevereiro, dois projetos que já tramitam na Casa.

Fiéis

Com discrição, a primeira-dama Michelle Bolsonaro tem intensificado os contatos com líderes evangélicos de todo o País. Alguns já até se encontraram com eventuais adversários, mas garantem que mantêm o voto fiel em Bolsonaro.

Vazamento

A partir da declaração do ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub, de que o presidente Jair Bolsonaro sabia, em 2018, que Flávio Bolsonaro era alvo de investigações, o deputado Ivan Valente (Psol-SP) acionou o Ministério da Justiça cobrando instauração de inquérito para apurar vazamento na Polícia Federal.

Vice mulher

Deputadas e senadoras alinhadas ao Planalto iniciaram um movimento para que a vaga de vice na eventual chapa à reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL) seja ocupada por uma mulher. Defendem o nome da ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina - assídua no Palácio do Planalto e em eventos com Bolsonaro.

Portfólio

Levantamento da Associação Brasileira de Automação-GS1 aponta que a indústria retraiu o portfólio de produtos em 10,5% em 2021. A Taxa de Retração Industrial das médias e pequenas empresas (MPE) foi maior, de 20,7%.

ESPLANADEIRA

# CASA&VIDEO e Cruz Vermelha Brasileira arrecadam doações em prol das vítimas das chuvas de Minas Gerais. # Supermercados Mundial atinge meio milhão de cadastrados em programa de ofertas em três meses. # Mercado de Seguro Residencial arrecadou R$ 3,5 bilhões, com crescimento de 15,6%, em 2021, segundo FenSeg. 

Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário