30 JUN 2022 | ATUALIZADO 18:23
VARIEDADES
06/04/2022 13:26
Atualizado
11/04/2022 15:51

Tendências de 2022: vídeo nas redes sociais e sites de relacionamentos

A+   A-  
Hoje, mais de 70% dos internautas preferem conteúdo em vídeo a conteúdo de texto. A razão dessa popularidade é óbvia, a eficácia e simplicidade de comunicação. Em conversas por vídeo, uma pessoa pode obter informações muito mais precisas e úteis no menor tempo possível. Não é surpresa que conteúdo de vídeo curto como Stories, Reels ou vídeos do TikTok tenha se tornado tão relevante.
Imagem 1 -

Hoje, mais de 70% dos internautas preferem conteúdo em vídeo a conteúdo de texto. A razão dessa popularidade é óbvia, a eficácia e simplicidade de comunicação. Em conversas por vídeo, uma pessoa pode obter informações muito mais precisas e úteis no menor tempo possível. Não é surpresa que conteúdo de vídeo curto como Stories, Reels ou vídeos do TikTok tenha se tornado tão relevante.

Até recentemente, o conteúdo de vídeo na web estava limitado apenas a vídeos do YouTube e afins, mas agora dezenas de grandes sites oferecem vários formatos de vídeo originais para seus usuários. Vamos dar uma olhada neles.


Plataformas online populares e seus formatos de vídeo

Instagram

• Stories — são vídeos curtos de 15 segundos que aparecem acima do feed principal das publicações no aplicativo. Um formato conveniente e popular que, segundo muitos especialistas em SMM, é hoje mais importante do que os posts no feed. Agora, o Instagram está trabalhando na introdução de stories mais detalhadas.

• IGTV — um formato de vídeo longo que poderia competir com o YouTube. Ele ainda não se tornou muito popular, mas funciona bem.

• Reels — um análogo do TikTok, funcionando com os mesmos princípios. Os vídeos das Reels estão cada vez mais substituindo o IGTV.

• Transmissões ao vivo — são transmissões clássicas de vídeo, incluindo aquelas compartilhadas com outros participantes.

Facebook

• Stories — funcionam exatamente como as Stories do Instagram. Elas podem ser gravadas diretamente no Facebook ou você pode configurar sua publicação automática a partir do Instagram.

• Vídeo 360° — um formato de vídeo 360° específico. Ele não é super popular, mas alguns usuários publicam ativamente através dele.

É claro que também é possível publicar vídeos normais no Facebook, assim como no YouTube. Mas ainda não é verdade que a rede social seja um serviço de hospedagem de vídeo popular. Ele oferece também transmissões ao vivo, mas esse ainda não é um recurso popular.

YouTube

• Vídeos principais — os vídeos clássicos que formam a espinha dorsal do conteúdo do YouTube.

• Shorts — um concorrente direto do TikTok e Reels do Instagram. Nesse momento, eles não são tão populares quanto seus concorrentes, mas o formato está gradualmente se desenvolvendo e ganhando popularidade.

• Streams — o formato foi criado como uma ferramenta para competir com o Twitch e realmente se tornou bastante popular agora.

TikTok

O TikTok tem essencialmente apenas um formato de vídeo, os seus vídeos curtos de até 3 minutos, que são selecionados para cada usuário com base em seus interesses. Os desenvolvedores não parecem interessados em implementar novas funcionalidades, porque a existente funciona muito bem.

Esclarecimento importante! Os formatos de comunicação por vídeo listados nas redes sociais visam na sua maioria apenas a partilha de informações por meio de conteúdo. E, em menor grau, na comunicação entre usuários. As únicas exceções são transmissões ao vivo e streams, mas este também não é um formato de comunicação completo, já que centenas e milhares de espectadores podem assistir a uma transmissão ao mesmo tempo e é difícil entrar em contato com o autor. Assim, são necessárias alternativas para a comunicação bidirecional. E elas existem!


Uso do formato vídeo em sites de namoro

Desde o início de 2020, sites e aplicativos de relacionamentos começaram a dar grande ênfase à comunicação por vídeo. Uma das razões para esse crescimento foi a pandemia, suas restrições e quarentenas, devido às quais as pessoas aproveitam a oportunidade de se comunicarem cara a cara por vídeo, enquanto não podem fazer isso em pessoa. Portanto, muitos serviços de namoro correram para oferecer uma alternativa aos encontros reais.

Tinder

• Bate-papo por vídeo — um formato clássico de comunicação por vídeo. Foi introduzido em 2020 e se tornou bastante popular no meio da pandemia coronavírus e a todas as restrições sociais que a acompanham.

• Vídeos de perfil — estes podem ser adicionados junto com fotos para mostrar mais sobre você mesmo e seus interesses.

Badoo

• Vídeos de perfil — este recurso segue o mesmo princípio do Tinder. Você pode adicionar um pequeno vídeo sobre você mesmo no seu perfil. Você também pode adicionar vídeos para o Badoo diretamente do seu perfil no Instagram.

• Bate-papo por vídeo — um formato conveniente para comunicação de vídeo cara a cara. Mais uma vez, funciona de forma semelhante ao Tinder.

Bumble

• Bate-papo por vídeo — uma ferramenta para comunicação presencial dentro do aplicativo. O Bumble não parece interessado em implementar recursos adicionais relacionados a vídeo, limitando-se à sua funcionalidade mais básica.

Bate-papos aleatórios por vídeo são a alternativa a sites de namoro e redes sociais

O fato de existirem novos recursos de vídeo nas redes sociais e serviços de namoro é uma coisa boa. Mas é importante lembrar que, apesar desses recursos serem novidade aqui, eles já eram bastante utilizados em outros serviços. Aqui, eles começaram aparecendo apenas em 2020 e, mesmo agora, mais de dois anos depois, ainda nem todos os usuários estão usando os novos recursos.

Ao mesmo tempo, vemos um aumento do interesse do público em bate-papos por vídeo anônimos clássicos. Um exemplo marcante disso é o Omegle. Este bate-papo por vídeo existe desde 2009 e nos últimos anos triplicou seu número de usuários. Se, antes da pandemia, existia uma média de 15 mil pessoas online, agora o número é entre 35 a 40 mil.

Claro que o Omegle tem pontos fracos. Entre eles, se destacam sua funcionalidade limitada, sistema de moderação medíocre e a falta de aplicativos móveis, entre outros. Mas graças ao Omegle, apareceram muitos outros serviços parecidos, que oferecem melhorias em várias áreas:

• OmeTV — uma alternativa ao Omegle que oferece aplicativos móveis convenientes, um tradutor de mensagens de texto embutido e filtros de gênero e geográficos para a busca de novas pessoas.

• Omegle Brasil — um bate-papo por vídeo com um filtro de gênero que funciona na perfeição, com femininas verificadas. Os usuários do https://omeglebrazil.com beneficiam de uma interface fácil de usar e da alta velocidade do serviço.

• Tinychat — um serviço de streaming de vídeo onde você pode iniciar transmissões ao vivo ou se conectar às transmissões de outros usuários como espectador. O Tinychat é mais parecido com o Twitch do que com o Omegle. No entanto, sua política é mais flexível.

• Chathub — uma alternativa simples, mas bastante interessante ao Omegle. Este bate-papo por vídeo também não tem um aplicativo para smartphone, mas oferece um filtro de gênero para uma pesquisa mais precisa. Está disponível um filtro de idioma, como no Omegle, mas não um filtro geográfico exato.

• Chatrandom — um bate-papo por vídeo aleatório com filtros de gênero e geográficos, bem como a função de salas de bate-papo temáticas. Um bom lugar para encontrar pessoas com os mesmos interesses que você. Há também a possibilidade de ter conversas separadas com garotas, mas o seu acesso é pago

Esta é apenas uma pequena parte das muitas alternativas ao Omegle que são dignas de sua atenção. Os bate-papos por vídeo estão passando por um verdadeiro boom de popularidade em 2022 e esse fenômeno parece estar crescendo ainda mais. Agora, cada vez mais blogueiros, celebridades e personalidades da mídia aparecem nessas plataformas, atraindo ainda mais público.

Resumindo

Na verdade, não se pode dizer que a tendência do formato de vídeo nas redes sociais é um fenômeno novo. Ele tem acontecido há mais de um ano, muito estimulado pela pandemia, mas também por outros fatores, como o surgimento do Stories no Instagram, a entrada na arena internacional do aplicativo TikTok, a concorrência dos serviços de streaming de vídeo e muito mais.

Estamos convencidos de que, em um futuro próximo, o conteúdo de vídeo será ainda mais amplamente distribuído, até porque as redes 5G de alta velocidade estão crescendo. Mas este é um tema para um outro artigo.


Notas

UNP 27 de junho de 2022

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário