13 ABR 2024 | ATUALIZADO 13:43
MOSSORÓ
26/02/2024 15:55
Atualizado
26/02/2024 16:02

Semear 2024: Mais de 30% dos agricultores já retiraram ordem de óleo diesel para corte de terra

A+   A-  
Levantamento da Seadru aponta que mais de 30% dos mais de 4 mil agricultores cadastrados no programa já retiraram a ordem de óleo diesel nestes primeiros dias após o lançamento para o início do corte de terra em sua propriedade. Conforme a Secretaria de Agricultura de Mossoró, o total de óleo diesel liberado no período chega a 25.860. Titular da Seadru, Faviano Moreira destaca o total de ordens liberadas e o momento em que o programa foi lançado. “Isso comprova que o lançamento do corte de terra foi no momento ideal, uma vez que as chuvas continuam. Mais de 30% dos agricultores inscritos já retiraram o óleo e a expectativa é que nessa semana a gente atinja mais de 60% dos cortes”, declarou.
Imagem 1 -  . Levantamento da Seadru aponta que mais de 30% dos mais de 4 mil agricultores cadastrados no programa já retiraram a ordem de óleo diesel nestes primeiros dias após o lançamento para o início do corte de terra em sua propriedade.  Conforme a Secretaria de Agricultura de Mossoró, o total de óleo diesel liberado no período chega a 25.860. Titular da Seadru, Faviano Moreira destaca o total de ordens liberadas e o momento em que o programa foi lançado.  “Isso comprova que o lançamento do corte de terra foi no momento ideal, uma vez que as chuvas continuam. Mais de 30% dos agricultores inscritos já retiraram o óleo e a expectativa é que nessa semana a gente atinja mais de 60% dos cortes”, declarou.
. Levantamento da Seadru aponta que mais de 30% dos mais de 4 mil agricultores cadastrados no programa já retiraram a ordem de óleo diesel nestes primeiros dias após o lançamento para o início do corte de terra em sua propriedade. Conforme a Secretaria de Agricultura de Mossoró, o total de óleo diesel liberado no período chega a 25.860. Titular da Seadru, Faviano Moreira destaca o total de ordens liberadas e o momento em que o programa foi lançado. “Isso comprova que o lançamento do corte de terra foi no momento ideal, uma vez que as chuvas continuam. Mais de 30% dos agricultores inscritos já retiraram o óleo e a expectativa é que nessa semana a gente atinja mais de 60% dos cortes”, declarou.

A Prefeitura de Mossoró, através da Secretaria Municipal de Agricultura e Desenvolvimento Rural (Seadru), lançou na semana passada a edição 2024 do Programa Semear. Levantamento da Seadru aponta que mais de 30% dos mais de 4 mil agricultores cadastrados no programa já retiraram a ordem de óleo diesel nestes primeiros dias após o lançamento para o início do corte de terra em sua propriedade.

Conforme a Secretaria de Agricultura de Mossoró, o total de óleo diesel liberado no período chega a 25.860. Titular da Seadru, Faviano Moreira destaca o total de ordens liberadas e o momento em que o programa foi lançado.

“Isso comprova que o lançamento do corte de terra foi no momento ideal, uma vez que as chuvas continuam. Mais de 30% dos agricultores inscritos já retiraram o óleo e a expectativa é que nessa semana a gente atinja mais de 60% dos cortes”, declarou.

Faviano Moreira explica como os agricultores que ainda não retiraram a ordem devem proceder. “O agricultor que ainda não retirou a ordem basta vir à Secretaria de Agricultura, munido com seus documentos pessoais para comprovação da sua inscrição, retirar sua ordem de abastecimento e dirigir-se para sua propriedade e realizar o corte”.

Entre 2021 e 2023, a Prefeitura de Mossoró distribuiu 300 mil litros, uma média de 100 mil litros por edição, e em 2024 o Município também distribuirá para os beneficiários outros 100 mil litros para o corte de terra dos agricultores beneficiados inscritos no programa.

O Programa Semear incentiva o pequeno agricultor familiar através do fornecimento gratuito de óleo diesel para o corte de terra na zona rural. Cada agricultor recebe uma quantidade definida pela Seadru. O programa existe há mais de 20 anos e ajuda aos produtores rurais das comunidades a produzirem os frutos da terra necessários à subsistência e ao crescimento da renda familiar.

CHUVAS

A leitura pluviométrica realizada pela Secretaria de Agricultura de Mossoró mostra que o acumulado em fevereiro chega a mais de 250 milímetros. Nas últimas 24 horas houve registro de 23,2 mm no pluviômetro instalado na Seadru.

Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário