22 ABR 2024 | ATUALIZADO 15:05
POLÍCIA
ANNA PAULA BRITO
29/02/2024 17:02
Atualizado
29/02/2024 17:02

Pernambucano é morto a tiros na Favela do Velho, no Dom Jaime Câmara

A+   A-  
O crime aconteceu no final da manhã desta quinta-feira (29). A vítima foi identificada como Guilherme Evandro da Silva, 22 anos, natural de Jaboatão dos Guararapes/PE. Não há muitas informações sobre como o homicídio aconteceu, mas, de acordo com a PM, um carro foi visto na região em atitude suspeita e, pouco tempo depois, populares afirmaram ter ouvido disparos de arma de fogo. O rapaz havia chegado na cidade há dois dias, acompanhado da família. A DHPP vai investigar o caso.
Imagem 1 -   Pernambucano é morto a tiros na Favela do Velho, no Dom Jaime Câmara. O crime aconteceu no final da manhã desta quinta-feira (29). A vítima foi identificada como Guilherme Evandro da Silva, 22 anos, natural de Jaboatão dos Guararapes/PE. Não há muitas informações sobre como o homicídio aconteceu, mas, de acordo com a PM, um carro foi visto na região em atitude suspeita e, pouco tempo depois, populares afirmaram ter ouvido disparos de arma de fogo. O rapaz havia chegado na cidade há dois dias, acompanhado da família. A DHPP vai investigar o caso.
Pernambucano é morto a tiros na Favela do Velho, no Dom Jaime Câmara. O crime aconteceu no final da manhã desta quinta-feira (29). A vítima foi identificada como Guilherme Evandro da Silva, 22 anos, natural de Jaboatão dos Guararapes/PE. Não há muitas informações sobre como o homicídio aconteceu, mas, de acordo com a PM, um carro foi visto na região em atitude suspeita e, pouco tempo depois, populares afirmaram ter ouvido disparos de arma de fogo. O rapaz havia chegado na cidade há dois dias, acompanhado da família. A DHPP vai investigar o caso.
FOTO: CEDIDA/FIM DA LINHA

Um crime de homicídio foi registrado no final da manhã desta quinta-feira (29), na Favela do Velho, nas Malvinas, bairro Dom Jaime Câmara. A vítima foi identificada como Guilherme Evandro da Silva, 22 anos.

O jovem era natural do município de Jaboatão dos Guararapes, no estado de Pernambuco. Ele havia chegado em Mossoró há dois dias, acompanhado da esposa e de uma filha.

Não há muitas informações sobre como o homicídio aconteceu. Sabe-se apenas que a polícia militar foi informada sobre um carro que foi visto na região em atitude suspeita e, pouco tempo depois, populares afirmaram ter ouvido disparos de arma de fogo.

O corpo do rapaz estava em um terreno, rodeado por casas. No local, prevaleceu a lei do silêncio. Não há qualquer informação, até o momento, que possa indicar uma motivação para o crime.

A Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa de Mossoró (DHPP) vai investigar o caso.


Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário