13 ABR 2024 | ATUALIZADO 13:43
MOSSORÓ
01/04/2024 11:56
Atualizado
01/04/2024 12:00

Chuvas dos 3 primeiros meses de 2024 ultrapassam a média histórica dos últimos 30 anos em Mossoró

A+   A-  
O número foi alcançado na chuva registrada no último domingo (31). Entre janeiro e março deste ano, Mossoró registrou acumulado de 675,7 milímetros. O volume esperado para os seis primeiros meses, segundo a média histórica dos últimos 30 anos, é de 656,1 mm. A conclusão é que está confirmado um período chuvoso acima da média esperada para 2024. O levantamento ainda mostra que durante o feriado da Semana Santa em Mossoró foi registrado o total de 130,6 milímetros.
Imagem 1 -  Chuvas dos 3 primeiros meses de 2024 ultrapassam a média histórica dos últimos 30 anos em Mossoró. O número foi alcançado na chuva registrada no último domingo (31). Entre janeiro e março deste ano, Mossoró registrou acumulado de 675,7 milímetros. O volume esperado para os seis primeiros meses, segundo a média histórica dos últimos 30 anos, é de 656,1 mm. A conclusão é que está confirmado um período chuvoso acima da média esperada para 2024. O levantamento ainda mostra que durante o feriado da Semana Santa em Mossoró foi registrado o total de 130,6 milímetros.
Chuvas dos 3 primeiros meses de 2024 ultrapassam a média histórica dos últimos 30 anos em Mossoró. O número foi alcançado na chuva registrada no último domingo (31). Entre janeiro e março deste ano, Mossoró registrou acumulado de 675,7 milímetros. O volume esperado para os seis primeiros meses, segundo a média histórica dos últimos 30 anos, é de 656,1 mm. A conclusão é que está confirmado um período chuvoso acima da média esperada para 2024. O levantamento ainda mostra que durante o feriado da Semana Santa em Mossoró foi registrado o total de 130,6 milímetros.

O levantamento realizado pela Secretaria Municipal de Agricultura e Desenvolvimento Rural (Seadru) apontou que o volume acumulado nos três primeiros meses de 2024 ultrapassou a média histórica dos últimos 30 anos do volume esperado para o período chuvoso em Mossoró. O número foi alcançado na chuva registrada no último domingo (31).

Entre janeiro e março deste ano, Mossoró registrou acumulado de 675,7 milímetros. O volume esperado para os seis primeiros meses, segundo a média histórica dos últimos 30 anos, é de 656,1 mm. A conclusão é que está confirmado um período chuvoso acima da média esperada para 2024.

O volume acumulado no primeiro mês do ano foi de 41,7 milímetros. Já em fevereiro o total chegou a 307 mm. Em março passado, o volume acumulado registrado em Mossoró ficou em 327 milímetros, sendo o mês mais chuvoso até o momento.

ÚLTIMAS 72 HORAS

O levantamento ainda mostra que durante o feriado da Semana Santa em Mossoró foi registrado o total de 130,6 milímetros. O número refere-se de sexta-feira (29) a domingo (31). A maior precipitação no período chegou a aproximadamente 80 milímetros.

Na sexta-feira (29), o total registrado no município foi de 79,4 milímetros. No domingo (31) a chuva registrada foi de 28,9 mm, enquanto que no sábado (30), o total alcançou 22,3 mm. O professor Alciomar Lopes destaca quais foram os fatores meteorológicos que contribuíram para o volume tão elevado nas últimas 72 horas no município.

“Os fatores que contribuíram para esse elevado número nas últimas 72 horas foram a Zona de Convergência atuando em banda dupla; distúrbio ondulatório de leste, chamado de ondas de leste; e a alta temperatura das águas do oceano Atlântico”, explicou o responsável pelo levantamento.

Alciomar Lopes ressalta que esses fatores devem continuar pelos próximos dias. “Esses fatores devem continuar para os próximos 10 dias de abril, ocasionando chuvas com volumes acima do normal”, finalizou.

A leitura pluviométrica é realizada pela Secretaria de Agricultura de Mossoró em parceria com a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn).

VOLUME ACUMULADO 1º TRIMESTRE (Milímetros)

JANEIRO: 41,7

FEVEREIRO: 307,0

MARÇO: 327,0

TOTAL: 675,7

CHUVAS NAS ÚLTIMAS 72 HORAS (Milímetros)

SEXTA-FEIRA: 79,4

SÁBADO: 22,3

DOMINGO: 28,9

FONTE: SEADRU/EMPARN


Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário