28 MAI 2024 | ATUALIZADO 09:58
POLÍCIA
ANNA PAULA BRITO
09/04/2024 11:48
Atualizado
29/04/2024 15:12

DHPP elucida homicídio que vitimou mulher por bala perdida no ano de 2014 em Mossoró

A+   A-  
De acordo com a delegada Cristiane Magalhães, da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa de Mossoró, Pedro Henrique da Silva Rocha teria sido o autor dos disparos que mataram Thalvan Lucas Targino de Oliveira e Geovanete Francisco da Silva, no dia 5 de dezembro de 2014, no Nova Vida. Os tiros também atingiram Alef Muamed da Silva, mas este foi socorrido e conseguiu sobreviver. Thalvan era o alvo do atirador, Alef foi atingido por estar junto a ele em uma motocicleta. Já Giovanetti foi vítima de uma bala perdida, na calçada da própria casa. Ela também foi socorrida, mas morreu poucos dias depois, no HRTM. Pedro Henrique não mora mais em Mossoró. Ele foi ouvido por videoconferência e indiciado pelos crimes. Cade agora ao MPRN fazer a denúncia e solicitar sua prisão.
Imagem 1 -  De acordo com a delegada Cristiane Magalhães, da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa de Mossoró, Pedro Henrique da Silva Rocha teria sido o autor dos disparos que mataram Thalvan Lucas Targino de Oliveira e Geovanete Francisco da Silva, no dia 5 de dezembro de 2014, no Nova Vida. Os tiros também atingiram Alef Muamed da Silva, mas este foi socorrido e conseguiu sobreviver. Thalvan era o alvo do atirador, Alef foi atingido por estar junto a ele em uma motocicleta. Já Giovanetti foi vítima de uma bala perdida, na calçada da própria casa. Ela também foi socorrida, mas morreu poucos dias depois, no HRTM. Pedro Henrique não mora mais em Mossoró. Ele foi ouvido por videoconferência e indiciado pelos crimes. Cade agora ao MPRN fazer a denúncia e solicitar sua prisão.
De acordo com a delegada Cristiane Magalhães, da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa de Mossoró, Pedro Henrique da Silva Rocha teria sido o autor dos disparos que mataram Thalvan Lucas Targino de Oliveira e Geovanete Francisco da Silva, no dia 5 de dezembro de 2014, no Nova Vida. Os tiros também atingiram Alef Muamed da Silva, mas este foi socorrido e conseguiu sobreviver. Thalvan era o alvo do atirador, Alef foi atingido por estar junto a ele em uma motocicleta. Já Giovanetti foi vítima de uma bala perdida, na calçada da própria casa. Ela também foi socorrida, mas morreu poucos dias depois, no HRTM. Pedro Henrique não mora mais em Mossoró. Ele foi ouvido por videoconferência e indiciado pelos crimes. Cade agora ao MPRN fazer a denúncia e solicitar sua prisão.

A equipe da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa de Mossoró (DHPP), elucidou um crime de homicídio ocorrido há quase 10 anos, no município de Mossoró.

De acordo com a delegada Cristiane Magalhães, Pedro Henrique da Silva Rocha teria sido o autor dos disparos que mataram Thalvan Lucas Targino de Oliveira e Geovanete Francisco da Silva, no dia 5 de dezembro de 2014, no Nova Vida. Os tiros também atingiram Alef Muamed da Silva, mas este conseguiu sobreviver.

Segundo as investigações, Pedro acreditava que sua então companheira estaria tendo um caso com Thalvan. Por isso, aproveitou o momento em que ele estava indo até uma barbearia, de moto, na companhia de Alef, e atirou contra os dois.

Geovanete, por sua vez, estava sentada na calçada de casa e acabou sendo atingida por uma bala perdida. Ela chegou a ser socorrida para o Hospital Regional Tarcísio Maia, onde ficou uns dias internada, mas acabou não resistindo.

Ainda segundo a delegada, Pedro Henrique não mora mais na cidade. Ele foi ouvido por videoconferência e negou os crimes. No entanto, conforme a delegada, as provas não deixam dúvida sobre a autoria.

O homem foi indiciado e o inquérito encaminhado para o Ministério Público do Rio Grande do Norte, que deverá analisá-lo e decidir se apresenta a denúncia e solicita a prisão.


Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário