22 MAI 2024 | ATUALIZADO 23:42
ESTADO
18/04/2024 17:41
Atualizado
18/04/2024 17:41

Governo do RN deverá convocar candidatos aprovados no último concurso da Fundase

A+   A-  
A recomendação, feita pelo Ministério Público, levou em consideração o fato que as atuais vacâncias afetam os recursos humanos da Fundase e implicam prejuízos ao atendimento socioeducativo. De acordo com a recomendação, a Presidência da Fundação deverá estabelecer critérios de remoção para preenchimento das vagas de analista socioeducativo pedagogo em Natal/Parnamirim. Em seguida, o Governo do Estado deverá, havendo vagas no interior do Estado como consequência da remoção, realizar nova convocação para preenchimento dessas vagas.
Imagem 1 -  Governo do RN deverá convocar candidatos aprovados no último concurso da Fundase. A recomendação, feita pelo Ministério Público, levou em consideração o fato que as atuais vacâncias afetam os recursos humanos da Fundase e implicam prejuízos ao atendimento socioeducativo. De acordo com a recomendação, a Presidência da Fundação deverá estabelecer critérios de remoção para preenchimento das vagas de analista socioeducativo pedagogo em Natal/Parnamirim. Em seguida, o Governo do Estado deverá, havendo vagas no interior do Estado como consequência da remoção, realizar nova convocação para preenchimento dessas vagas.
Governo do RN deverá convocar candidatos aprovados no último concurso da Fundase. A recomendação, feita pelo Ministério Público, levou em consideração o fato que as atuais vacâncias afetam os recursos humanos da Fundase e implicam prejuízos ao atendimento socioeducativo. De acordo com a recomendação, a Presidência da Fundação deverá estabelecer critérios de remoção para preenchimento das vagas de analista socioeducativo pedagogo em Natal/Parnamirim. Em seguida, o Governo do Estado deverá, havendo vagas no interior do Estado como consequência da remoção, realizar nova convocação para preenchimento dessas vagas.

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) recomendou ao Governo do Estado que convoque imediatamente candidatos aprovados no último concurso público da Fundase/RN em número suficiente para provimento das atuais vacâncias.

O MPRN levou em consideração o fato que essas vacâncias afetam os recursos humanos da Fundase e implicam prejuízos ao atendimento socioeducativo.

De acordo com a recomendação, a Presidência da Fundase deverá estabelecer critérios de remoção para preenchimento das vagas de analista socioeducativo pedagogo em Natal/Parnamirim.

Em seguida, o Governo do Estado deverá, havendo vagas no interior do Estado como consequência da remoção, realizar nova convocação para preenchimento dessas vagas.

A recomendação leva em consideração, ainda, uma denúncia sobre possível violação de direitos praticada pelo Estado em decorrência da não convocação suficiente dos aprovados no concurso de agente socioeducativo para a Fundase.

O MPRN concedeu prazo de 10 dias úteis para que o Governo do Estado informe sobre as providências já tomadas ou em curso para atender a recomendação, encaminhando a devida documentação comprobatória.

Caso contrário, deve apresentar as razões que impedem o cumprimento do que foi recomendado, sob pena de serem adotadas medidas judiciais cabíveis.


Notas

Tekton

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário