24 JUN 2024 | ATUALIZADO 15:09
POLÍCIA
29/05/2024 15:42
Atualizado
29/05/2024 15:45

Grupo criminoso teria causado prejuízo de cerca de R$ 9 milhões com furtos de tubos de petróleo

A+   A-  
Na manhã desta quarta-feira (29) a polícia civil deflagrou a “Operação Hefesto", com o objetivo de desmantelar uma organização criminosa especializada no furto de linhas de insurgências (tubos) das concessionárias que exploram petróleo na região Oeste Potiguar. Com mais de 60 policiais civis envolvidos, a operação cumpriu 16 mandados judiciais em diversas cidades, incluindo Mossoró, Areia Branca, Serra do Mel, Afonso Bezerra e Carnaubais. O prejuízo causado pelos criminosos foi estimado em cerca de R$ 9 milhões em menos de um ano.
Imagem 1 -  Grupo criminoso teria causado cerca R$ 9 milhões em prejuízo com furtos de tubos de petróleo. Na manhã desta quarta-feira (29) a polícia civil deflagrou a “Operação Hefesto", com o objetivo de desmantelar uma organização criminosa especializada no furto de linhas de insurgências (tubos) das concessionárias que exploram petróleo na região Oeste Potiguar.  Com mais de 60 policiais civis envolvidos, a operação cumpriu 16 mandados judiciais em diversas cidades, incluindo Mossoró, Areia Branca, Serra do Mel, Afonso Bezerra e Carnaubais. O prejuízo causado pelos criminosos foi estimado em cerca de R$ 9 milhões em menos de um ano.
Grupo criminoso teria causado cerca R$ 9 milhões em prejuízo com furtos de tubos de petróleo. Na manhã desta quarta-feira (29) a polícia civil deflagrou a “Operação Hefesto", com o objetivo de desmantelar uma organização criminosa especializada no furto de linhas de insurgências (tubos) das concessionárias que exploram petróleo na região Oeste Potiguar. Com mais de 60 policiais civis envolvidos, a operação cumpriu 16 mandados judiciais em diversas cidades, incluindo Mossoró, Areia Branca, Serra do Mel, Afonso Bezerra e Carnaubais. O prejuízo causado pelos criminosos foi estimado em cerca de R$ 9 milhões em menos de um ano.

A polícia civil deflagrou, na manhã desta quarta-feira (29), a “Operação Hefesto", com o objetivo de desmantelar uma organização criminosa especializada no furto de linhas de insurgências (tubos) das concessionárias que exploram petróleo na região Oeste Potiguar.

A ação foi realizada pelas equipe da Delegacia Especializada em Furtos e Roubos de Mossoró (DEFUR/Mossoró) e da 43ª Delegacia de Polícia de Serra do Mel (43ª DP).

Com mais de 60 policiais civis envolvidos, a operação cumpriu 16 mandados judiciais em diversas cidades, incluindo Mossoró, Areia Branca, Serra do Mel, Afonso Bezerra e Carnaubais. O prejuízo causado pelos criminosos foi estimado em cerca de R$ 9 milhões em menos de um ano.

Segundo as investigações, a organização criminosa operava de maneira estruturada e planejada, realizando furtos de tubos das concessionárias de petróleo para revenda no mercado ilegal.

A ação de hoje buscou desarticular completamente o grupo e recuperar parte do prejuízo causado às concessionárias e à economia local. Um veículo, aparelhos celulares e demais objetos foram apreendidos.

A operação também contou com o apoio de diversas delegacias da Divisão de Polícia Civil do Oeste (DIVIPOE), da Diretoria de Polícia Civil do Interior (DPCIN). As investigações prosseguem para identificar envolvidos e recuperar o patrimônio subtraído ilicitamente.


Notas

Relativa

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário