24 JUN 2024 | ATUALIZADO 16:24
MOSSORÓ
10/06/2024 08:32
Atualizado
10/06/2024 08:32

“Só no Pingo foram gerados três mil empregos diretos e indiretos”, diz pesquisa da Uern sobre o MCJ 2024

A+   A-  
A pesquisa é realizada pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern) numa parceria com a Câmara de Dirigentes Lojistas de Mossoró (CDL). O professor Leovigildo explicou que já está pronta a etapa relativa à Pré-festa e ao Pingo da Mei Dia. Só no “Pingo” foram gerados três mil empregos diretos e indiretos. “Os mais beneficiados foram micros ou MEIs, são 70%. Isso significa que houve uma capilaridade muito grande nos recursos do Mossoró Cidade Junina”, frisou. A pesquisa completa seá divulgada no dia 15 de julho.
Imagem 1 -  “Só no Pingo foram gerados três mil empregos diretos e indiretos”, diz pesquisa da Uern sobre o MCJ 2024. A pesquisa é realizada pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern) numa parceria com a Câmara de Dirigentes Lojistas de Mossoró (CDL). O professor Leovigildo explicou que já está pronta a etapa relativa à Pré-festa e ao Pingo da Mei Dia. Só no “Pingo” foram gerados três mil empregos diretos e indiretos. “Os mais beneficiados foram micros ou MEIs, são 70%. Isso significa que houve uma capilaridade muito grande nos recursos do Mossoró Cidade Junina”, frisou. A pesquisa completa seá divulgada no dia 15 de julho.
“Só no Pingo foram gerados três mil empregos diretos e indiretos”, diz pesquisa da Uern sobre o MCJ 2024. A pesquisa é realizada pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern) numa parceria com a Câmara de Dirigentes Lojistas de Mossoró (CDL). O professor Leovigildo explicou que já está pronta a etapa relativa à Pré-festa e ao Pingo da Mei Dia. Só no “Pingo” foram gerados três mil empregos diretos e indiretos. “Os mais beneficiados foram micros ou MEIs, são 70%. Isso significa que houve uma capilaridade muito grande nos recursos do Mossoró Cidade Junina”, frisou. A pesquisa completa seá divulgada no dia 15 de julho.

No dia 15 de julho a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern) vai apresentar um levantamento sobre o Mossoró Cidade Junina que tem à frente o professor Leovigildo Cavalcanti, diretor da Faculdade de Ciências Econômicas (FACEM).

O trabalho é realizado numa parceria com a Câmara de Dirigentes Lojistas de Mossoró (CDL)

O professor Leovigildo explicou que já está pronta a etapa relativa à Pré-festa e ao Pingo da Mei Dia, realizado no último sábado no Corredor Cultural de Mossoró. Estiveram presentes ao evento pessoas de 38 municípios e de 13 estados diferentes, sendo 89,6% delas de cidades do Rio Grande do Norte e do Ceará.

Só no “Pingo” foram gerados três mil empregos diretos e indiretos. “Os mais beneficiados foram micros ou MEIs, são 70%. Isso significa que houve uma capilaridade muito grande nos recursos do Mossoró Cidade Junina”, frisou.

No MCJ geral foram gerados 7.200 empregos diretos e indiretos e a expectativa é de que este ano fique entre 9 e 10 mil postos de trabalho.

Foram realizadas visitas a 98 estabelecimentos entre bares e restaurantes. Além de 23 hotéis de Mossoró. “A gente já tem levantamento destes dados e de quanto foi investido. Aí iremos voltar no pós-Cidade Junina para ver o retorno”, declarou.

Leovigildo disse que já é possível observar um crescimento na captação de recursos no Mossoró Cidade Junina. “Para você ter uma ideia, um camarote que tinha sido vendido por R$ 34 mil, foi por R$ 1 milhão desta vez. A Prefeitura conseguiu captar quase R$ 5 milhões”, declarou.

Todos os polos serão visitados entrevistando turistas, moradores locais, comerciantes e permissionários. “Vamos colher a informação localizada de cada um desses cantos”, acrescentou.

Os questionários estão sendo aplicados por estudantes da FACEM/UERN.

Notas

Relativa

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário