21 JUL 2024 | ATUALIZADO 13:56
ESTADO
13/06/2024 15:08
Atualizado
13/06/2024 15:08

Isolda Dantas destaca Encontro da Marcha Mundial das Mulheres em Natal

A+   A-  
De acordo com a parlamentar, o encontro será uma homenagem à “nossa querida companheira revolucionária Nalu Faria”, fundadora do movimento. “Um movimento internacional que busca a construção de um mundo justo, de um mundo solidário e, acima de tudo, um mundo onde as mulheres possam viver de forma livre”, disse Isolda. A Marcha Mundial das Mulheres é um movimento feminista internacional, que atua em mais de 64 países e, no Brasil, está organizado em 20 estados.
Imagem 1 -  De acordo com a parlamentar, o encontro será uma homenagem à “nossa querida companheira revolucionária Nalu Faria”, fundadora do movimento. “Um movimento internacional que busca a construção de um mundo justo, de um mundo solidário e, acima de tudo, um mundo onde as mulheres possam viver de forma livre”, disse Isolda. A Marcha Mundial das Mulheres é um movimento feminista internacional, que atua em mais de 64 países e, no Brasil, está organizado em 20 estados.
De acordo com a parlamentar, o encontro será uma homenagem à “nossa querida companheira revolucionária Nalu Faria”, fundadora do movimento. “Um movimento internacional que busca a construção de um mundo justo, de um mundo solidário e, acima de tudo, um mundo onde as mulheres possam viver de forma livre”, disse Isolda. A Marcha Mundial das Mulheres é um movimento feminista internacional, que atua em mais de 64 países e, no Brasil, está organizado em 20 estados.

Em pronunciamento na sessão plenária desta quinta-feira (13), na Assembleia Legislativa, a deputada Isolda Dantas (PT) destacou o 3° Encontro Nacional da Marcha Mundial das Mulheres, a ser realizado em Natal entre os dias 6 e 9 de julho. De acordo com a parlamentar, o encontro será uma homenagem à “nossa querida companheira revolucionária Nalu Faria”, fundadora do movimento.

“Um movimento internacional que busca a construção de um mundo justo, de um mundo solidário e, acima de tudo, um mundo onde as mulheres possam viver de forma livre”, disse Isolda.

A Marcha Mundial das Mulheres é um movimento feminista internacional, que atua em mais de 64 países e, no Brasil, está organizado em 20 estados. Desde os anos 2000 realiza ações e campanhas de auto-organização das mulheres no enfrentamento à pobreza, violência, na defesa de democracia e construção de autonomia e igualdade para transformação da sociedade. Em Natal, o evento espera reunir mais de mil mulheres de norte a sul do país, como também delegações estrangeiras.

Capacitismo

Durante o pronunciamento, Isolda repercutiu ainda a campanha de combate ao capacitismo lançada na última terça-feira (12) pela Assembleia Legislativa. “Parabenizo a Casa pela campanha lançada - que carrega um propósito muito importante. Quero enaltecer também a Comunicação da ALRN pela condução da iniciativa e pelas peças publicitárias desenvolvidas. Que as pessoas com deficiência possam ser vistas como pessoas com condições de desenvolver todas as suas potencialidades”, declarou.

Notas

Relativa

Publicidades

Outras Notícias

Deixe seu comentário